Ilustração que circula no Twitter

NOVA IORQUE – A exemplo do que ocorreu no Emmy Awards quando ganhou o prêmio de melhor atriz dramática e fez um discurso poderoso e inesquecível, Viola Davis novamente emocionou a todos – e a si mesma, ao ganhar o primeiro Oscar de sua carreira, neste domingo, como melhor atriz coadjuvante. 

A americana subiu ao palco para receber a estatueta pelo papel de Rose em Um Limite Entre Nós. “Há apenas um lugar onde as pessoas com muito potencial se reúnem e esse lugar é o cemitério. As pessoas me perguntam o tempo todo que tipo de história eu quero contar. Eu digo que é necessário exumar esses corpos, essas histórias, as pessoas que sonharam, sonhos grandes. Eu me tornei uma artista, graças a Deus, porque é a única profissão que celebra o que é viver uma vida”, disse.

E continua seu discurso: “Esse prêmio é para August Wilson (autor da peça de teatro em que Um Limite Entre Nós é baseada), que exumou e exaltou as pessoas comuns”, continuou. “Meu capitão, Denzel Washington, obrigada por colocar duas entidades no banco da frente, August Wilson e Deus”, disse, mencionando o diretor do longa, que também atua ao lado dela como o protagonista Troy Maxson.

https://www.youtube.com/watch?v=R9keC5pfjt4

“Em meus sonhos e visões, eu via uma linha, e do outro lado da linha estavam campos verdes e floridos e lindas e belas mulheres brancas, que estendiam os braços para mim ao longo da linha, mas eu não poderia alcançá-las”, disse Viola Davis, citando Harriet Tubman. “Deixem-me dizer uma coisa: a única coisa que separa as mulheres de cor de qualquer outra pessoa é a oportunidade. Você não pode ganhar um Emmy por papéis que simplesmente não existem”, concluiu.

Trailler de Um limite entre nós

ARVE Error: Mode: lazyload not available (ARVE Pro not active?), switching to normal mode




Print Friendly, PDF & Email