Coordenadora do Centro de Estudos Socioambientais da UNIR, Professora Eleonice Dal Magro e as acadêmicas Sara e Danielly 

O Centro de Estudos Socioambientais (CECISA), da Universidade Federal de Rondônia, em ação desenvolvida pelas acadêmicas Sara Gonzaga S. Cinta Larga e Danniely Eponina Santos Gamenha, sob a coordenação da Profª. Drª. Eleonice Dal Magro, realizou a distribuição de folder´s e sacolas retornáveis com o objetivo de conscientizar os participantes do Fórum de que o uso de sacolas plásticas, distribuídas nos estabelecimentos comerciais, são muito danosas à vida e ao meio ambiente. Essa ação faz parte de um programa de educação ambiental do CECISA / UNIR que, segundo a coordenadora, professora Eleonice Dal Magro, deve ser ampliado no segundo semestre. A distribuição ocorreu na UNESC, durante o FÓRUM ESTADUAL sobre USO DE AGROTÓXICOS, ocorrido nesta quinta-feira, 04/07.

Estudos realizados por vários institutos científicos do mundo todo revelam que as sacolas plásticas convencionais podem ficar até 500 anos em algum lixão ou aterro sanitário, roubando terra fértil. Ações de conscientização da população para o uso de sacolas retornáveis e caixas de papelão é apenas o primeiro passo até que seja possível o completo banimento do uso de sacolas plásticas no comércio.

Acadêmicas Sara (esquerda) e Danielly (direita)

A sacola retornável é a solução para as compras em supermercado, feira, farmácia, açougue, vídeo-locadora ou qualquer lugar onde for possível levar uma sacola para trazer as compras.

Pesquisas indicam que, no fim, essas sacolas acabam ficando mais baratas para todos os envolvidos e são melhores para o planeta, pois o custo ambiental é muito baixo.

O projeto da UNIR é um passo importante que une passado e futuro, já que antes da popularização das sacolas plásticas, tão danosas ao meio ambiente e ao equilíbrio do ecossistema, as sacolas retornáveis já eram usadas por nossos avós.

As sacolas plásticas, portanto, são uma invenção tecnológica que se popularizou nos últimos 40 anos. Hoje o uso de sacolas plásticas é enorme. Só para se ter uma ideia, estudos revelam que uma família de 04 pessoas usa, em média, cerca de 1.000 (mil) sacolas plásticas por ano. Isso é muito preocupante, assim como também preocupa ambientalistas e as pessoas conscientes do mundo todo.

Outros itens descartáveis também precisam ser banidos do uso diário, a exemplo dos copos e canudos, uma vez que assim como as sacolas plásticas, também vão parar em rios, lagos e mares, onde podem ser confundidos com alimentos por peixes e outros animais.

Enfim, o primeiro passo para a mudança passa pela conscientização, uma vez que pequenas ações podem resultar em grandes benefícios para o meio ambiente, ainda que a médio e longo prazo.

 

Reportagem elaborada com informações da Profª Drª Eleonice Dalmagro