Alunos do Povo Arara em Ji-Paraná /Foto Seduc

PORTO VELHO e ARIQUEMES – Duas informações educacionais na semana: o campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) abriu inscrições (veja edital no final desta matéria) no campus de Ariquemes, para o curso de Formação Inicial e Continuada em Língua Brasileira de Sinais (Libras), no nível básico. Já a Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) explicou que não tem condições de assumir o prédio popularmente denominado Casa do Estudante Indígena em Ji-Paraná.

Conforme nota, a cessão de uso do prédio não foi aceita, “considerando-se os sucessivos cortes orçamentários e o limite restritivo de liberação orçamentária para despesas por parte do Governo Federal”.

Ou seja, a Universidade não tem de condições para receber o prédio e zelar por sua manutenção. No entanto, a mesma nota revela que a instituição dispõe do Auxílio Permanência Indígena, no âmbito do Programa de Assistência Estudantil Indígena, “específico para todos os alunos indígenas matriculados no curso de Educação Básica Intercultural no Campus de Ji-Paraná”, de acordo com a Resolução 115 do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação.

Esse auxílio liberado pela Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis (Procea) é de R$ 2.500,00 por módulo, o que equivale a três meses de aula.

Antes do início das aulas, o aluno indígena recebe o valor integralmente, que deve ser utilizado para custeio de transporte, alimentação, moradia apoio pedagógico e inclusão digital, ou seja, para a sua permanência em sala de aula.

Geralmente, o aluno indígena tem dois módulos de aula no curso de Educação Básica Intercultural por ano.

Segundo a administração da Unir, em 2017 já recebeu repasse do valor do Auxílio Permanência Indígena para 51 estudantes que iniciaram o módulo no dia 13 de fevereiro em Ji-Paraná. Estão previstos mais 179 auxílios, que serão pagos conforme o cronograma de aulas do curso.

Além direito a esse auxílio permanência, estudantes indígenas podem concorrer às bolsas do Ministério da Educação (MEC) por meio de edital. A Procea informou que 49 dos 51 alunos beneficiados com o auxílio também recebem a bolsa do MEC no valor de R$ 900,00 por mês de aula, ou seja, R$ 2.700,00 por módulo.

IFRO OFERTA LIBRAS EM ARIQUEMES

Entre os dias dois e nove de março, Ifro abre inscrições no campus de Ariquemes, para o Processo Seletivo para o Curso de Formação Inicial e Continuada (FIC): Língua Brasileira de Sinais (Libras), no nível básico.

As vagas são destinadas ao pessoal das guardas municipais e áreas de saúde do município. Das 60 vagas, 50 se destinam à coordenação de educação inclusiva do município e dez para a comunidade em geral, utilizando-se o critério de ordem de chegada para a matrícula. As aulas acontecerão no período noturno, a partir das 19 h, de 15/3 a 24/5, sempre das terças às sextas-feiras.

Para se inscrever é necessário ter Ensino Fundamental completo e no mínimo 16 anos. Oferecido pelo Departamento de Extensão, o curso será ofertado gratuitamente aos selecionados. Nas disciplinas constam módulos de ética e orientação profissional, abordagens histórica, cultural e aprendizagem para o ensino especial e educação inclusiva e a comunicação em Libras.

ONDE FICA
Campus Ariquemes do Ifro
Rodovia RO-257, Km 13, sentido Machadinho do Oeste, das 8h às 17h.
Polo EAD do IFRO: Avenida JK nº 2.463, Setor Institucional, das 8 às 11h.
Telefone (69) 2103-0100.

Acesse o edital