O homem de 33 anos, identificado como João P, negava que fosse traficante e que estava vindo de Guajará, mas suas negativas não resistiram ao faro refinado de um pastor alemão bem adestrado

PORTO VELHO – Um carregamento de cocaína avaliado inicialmente em cerca de 300 mil reais foi apreendido por agentes do Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil de Rondônia na noite desta terça-feira. Os 12 quilos de cocaína que estavam escondidos em fundo falso e lataria de uma picape Montana só foram descobertos graças ao uso de cães farejadores do Núcleo de Operações com Cães. O homem de 33 anos, identificado como João P., negava que fosse traficante e que estava vindo de Guajará, mas suas negativas não resistiram ao faro refinado de um pastor alemão bem adestrado.

Os 12 quilos de cocaína estão avaliados em cerca de R$ 300 mil no trágico mercado do tráfico de drogas.

O carro com a droga chegou a levantar suspeitas em uma equipe do Denarc da capital que está em Guajará-Mirim participando da Operação Hórus. Os agentes visualizaram o veículo em atitude suspeita com o acusado na direção, mas não foi possível fazer a abordagem.

Certos de que que o carrão viria para Porto Velho e trazia droga, os investigadores passaram, então, as informações aos colegas agentes na capital, que montaram uma barreira na BR-364, na altura do posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no quilômetro 48.

Os agentes abordaram o Montana, mas não acharam a droga e o condutor João P. negava o tempo inteiro que estava vindo de Guajará-Mirim. Diante da contradição, os policiais o conduziram com o carro até a sede do Denarc, na região central de Porto Velho.

Lá, com ajuda do Núcleo de Operações com Cães (Noc) a droga foi encontrada, acondicionada no fundo falso da carroceria do veículo. Sem registro de passagem pela polícia, João recebeu voz de prisão, foi flagranteado por tráfico de droga e está à disposição da Justiça.

www.expressaorondonia; com informações da Assessoria