RONDÔNIA – Dados do Ministério da Economia mostram que Rondônia está avançando na retomada de empregos formais, pois pelo quarto mês consecutivo houve mais contratações do que demissões, quando somados os 52 municípios do Estado.

Os dados mais recentes são do mês de setembro quando foram gerados 8.500 empregos com carteira assinada contra 7.053 demissões, gerando um saldo positivo de 1.447 novos empregos.

No mês de agosto o saldo de novos empregos foi de 1.538, seguido de 1.276 em julho e 814 em junho.

Para o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia (FACER), Francisco Hidalgo Farina, os dados mostram a retomada da economia rondoniense, logo após o pico da pandemia do novo coronavírus. “Conseguimos realizar um trabalho articulado com os representantes governamentais e com as lideranças dos principais municípios de Rondônia, para que os impactos fossem os menores possíveis na economia de cada cidade”, explica. “Os dados de geração de emprego dão um indicativo de que o final de ano deve ser muito bom para as vendas no comércio”, acrescenta Francisco Farina.

O presidente da FACER também destacou a necessidade de profissionalização da mão-de-obra para reduzir o turnover (taxa de rotatividade de funcionários). Ele ressaltou a importância de as empresas e os trabalhadores de Rondônia acessarem os serviços oferecidos pelo Sebrae, Governo do Estado, Senai, Senac e outras instituições de capacitação. “Temos uma oferta muito grande de qualificação profissional gratuita, precisamos avançar no treinamento profissional, para gerar novos negócios e novos empregos”.

 

 

 

Fonte: Luiz Martins