Paola Regina de Simeone tinha 46 anos e teria sofrido um enfarte. “Não estou me sentindo bem. Eu não consigo respirar", disse aos alunos

BUENOS AIRES/ARGENTINA – Paola Regina de Simeone, de 46 anos, estava infectada com o novo coronavírus e morreu enquanto dava uma aula online.

© DR

A professora da Universidade Argentina de la Empresa (UADE), em Buenos Aires, estava infectada há quatro semanas, mas queria manter-se ativa enquanto a sua condição física a permitisse.

A situação aconteceu na última quinta-feira, como relata a imprensa internacional, enquanto Paola dava uma aula via Zoom. A certo momento da sessão, a professora disse aos alunos: “Não estou me sentindo bem. Eu não consigo respirar”.

Paola acabou desmaiando e os alunos deixaram de a conseguir ver através da câmera do computador. De acordo com um jornal argentino, o Clarín, a mulher sofreu um enfarte.

Apenas alguns dias antes da morte, Paola tinha recorrido às redes sociais para explicar que estava com sintomas da Covid-19 há mais de quatro semanas e “não desapareciam”.

A notícia da morte da docente, que lecionava há mais de 15 anos, gerou um profundo choque na comunidade educativa argentina. Paola era licenciada em Estudos Internacionais e Ciências Políticas, com especialização em Recursos Humanos, foi professora em diversas áreas e em diferentes universidades do país.

A Universidade Argentina de la Empresa publicou também, na rede social Twitter, uma nota onde lamenta a perda de “uma professora apaixonada e dedicada, uma excelente profissional e uma grande pessoa”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Notícias ao minuto.