Após encaminhar documento em regime de urgência ao ministro das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Henrique Fraga Araújo, solicitando apoio aos rondonienses que estudam em território boliviano, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Laerte Gomes (PSDB), também está acionando a Embaixada da Bolívia no Brasil, e a intervenção política do senador Marcos Rogério (DEM).

O documento dirigido ao senador foi emitido diante do agravamento da situação política na Bolívia, com a deflagração de greve geral, confronto de grupos e o fechamento da região de fronteira.

No documento encaminhado ao senador Marcos Rogério, Laerte Gomes, assim se manifesta: “Recorro a Vossa Excelência no sentido de intermediar junto ao Ministério das Relações Exteriores e da Embaixada do Brasil na Bolívia, a agilização de medidas diplomáticas necessárias, visando garantir a integridade de cidadãos rondonienses, que estudam nas localidades de Cochabamba, Santa Cruz, Beni e Pando na Bolívia. ”

Segundo o presidente Laerte Gomes, os estudantes estão sem condições de retorno ao território brasileiro, diante do fechamento das fronteiras e sem condições de receber ajuda financeira em decorrência do fechamento das instituições bancárias.

Para Embaixada boliviana

Na quinta-feira (31), Laerte Gomes também encaminhou ofício ao embaixador da Bolívia no Brasil, José Kinn, ao manifestar e destacar o atual e preocupante cenário na Bolívia.

Ao embaixador José Kinn, o deputado apela para que seja de pronto, iniciados esforços, no sentido de que, com o apoio do Governo Boliviano, seja garantida a retirada, em segurança, de brasileiros em território boliviano. O presidente pediu apoio especial aos rondonienses que estudam na Bolívia.

 

Fonte: Assessoria/Ale-Decom
Foto: Marcos Figueira