CACOAL – Nesta terça-feira 30, a Prefeita Glaucione Rodrigues afirmou que entrará com pedido de reconsideração junto ao Estado, em relação à Portaria 11, de junho de 2020, que classificou Cacoal para a Fase 1,  onde estão liberados apenas o funcionamento dos serviços essenciais. 

A Prefeita destacou que Cacoal tem feito o dever de casa, mantendo as medidas preventivas, tanto que a evolução dos casos no município está controlada em relação a outros municípios.  “Estamos entrando com esse pedido de reconsideração para que possamos continuar mantendo o comercio aberto, pois não é justo Cacoal assumir a responsabilidade porque outros municípios não fizeram o controle”, enfatizou.

Há quatro meses, Cacoal vem lutando para controlar o avanço da doença com medidas preventivas e adoção de protocolos preventivos para a doença. “Temos travado uma verdadeira guerra para manter a economia funcionando e controlar o avanço da doença. Nossos técnicos trabalham diuturnamente para vencermos essa guerra.  Os números de Cacoal estão bem baixos em relação aos demais municípios do Estado, porém Cacoal é a Macrorregião II e o Estado precisa rever os investimentos para atender os 32 municípios, atendidos nesta macrorregião”, explicou a Prefeita.

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria/PMC