Durante a operação, foram abordados 27 automóveis, 11 motocicletas e 12 embarcações, além de outras ações desenvolvidas pelos policiais

PORTO VELHO – A Polícia Militar de Rondônia desencadeou durante todo sábado, 12, a operação denominada Calderita, visando promover a segurança da população e assim evitar a prática de diversos crimes, ambientais, de trânsito, e coibir a aglomeração de pessoas, O objetivo geral da operação é garantir o cumprimento do decreto governamental n° 25.348, de 31 de agosto de 2020.

A Operação Calderita objetiva fortalecer e intensificar a atuação da Polícia Militar em níveis preventivo e ostensivo em lugares que possa haver aglomeração de pessoas, evitando a prática de condutas delituosas. Durante a operação, foram abordados 27 automóveis, 11 motocicletas e 12 embarcações, além de outras ações desenvolvidas pelos policiais.

Com um efetivo formado para garantir a manutenção da ordem pública e evitar a prática de crimes, participaram da Operação Calderita, o Batalhão de Policiamento Ambiental – BPA, que coordena a Operação; o Batalhão de Policiamento de Trânsito – BPTRAN; o Batalhão de Operações Especiais – BOPE; Batalhão de Polícia de Choque – BPChoque e a Marinha do Brasil.

O comandante da Operação Calderita, capitão PM Jairo Carneiro, elencou que a junção dos batalhões e outras forças é essencial para auxiliar na fiscalização mais ampla e promover a ordem no local. “A presença da Polícia Militar no local vem pra garantir a população mais segurança, e evitar acidentes, crimes ambientais como pesca predatória, dentre outros”, disse o capitão PM Jairo.

Localizada a 45 quilômetros de Porto Velho, na Estrada da Penal, a Vila Calderita conta sempre com a presença de vários banhistas e é bem procurada por pessoas que buscam atividades ao ar livre. O local vem sendo denunciado denunciado por permitir a aglomeração indevida de pessoas e o consumo excessivo de bebidas alcóolicas, contrariando o Decreto Governamental que impõe o distanciamento social.

A Polícia Militar atua a partir de então em todos os finais de semana em locais que possam estar ocorrendo essas práticas de maneira integrada com várias ações, inclusive no Rio Jamari.

Para fiscalizar a prática dos crimes ambientais e as denúncias, o capitão PM Jairo relatou que o BPA juntamente com a Marinha e o Bope intensificaram a fiscalização nas embarcações no Rio Jamari, neste final de semana. “É comum onde há vários banhistas, as pessoas consumirem bebida alcóolica e querer conduzir jet ski sem habilitação para tal. Há também a pesca ilegal e predatória, utilizando tarrafa, molinete e outras situações que são crime ambiental”, falou.

Uma blitz de bloqueio foi organizada na frente da Vila Calderita para que se pudesse verificar a documentação dos veículos, e a condição dos condutores quanto ao consumo de bebidas alcoólicas, com a realização de teste do bafômetro no local e a presença de um guincho.

Assessoria PM/RO