inseticidaPesquisadores do Instituto Estadual de Pesquisas Científicas do Amapá (Iepa) estão testando um inseticida que pode ajudar no controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, vírus da zika e febre chikungunya. Se aprovado, o produto poderá ser distribuído gratuitamente para a população em Macapá.

O doutor em entomologia médica do Iepa, Allan Kardec, explica que os testes iniciaram há cerca de 2 meses e os resultados se mostraram positivos. Trata-se de um produto que, quando colocado em um recipiente com água parada, impede que as larvas do mosquito se desenvolvam e assim, não pode ser contraída por vírus.

“Em todos os testes que fizemos, os resultados se mostraram positivos, pois as larvas não apresentaram sinais de desenvolvimento. Isso porque o produto é liberado lentamente na água e todas as larvas são atingidas, e o efeito se mostra progressivo”, disse o pesquisador.

Segundo o Iepa, a previsão é que o produto dure até 6 meses. A mostra do produto pode ser colocada em caixas d´água, baldes, vasos de plantas e outros recipientes que acumulem água. Dentro do Iepa foi montado uma casa para submeter os mosquitos a diferentes ambientes e em diferentes alturas, para se saber qual o mais eficaz.

O trabalho é desenvolvido pelo instituto com o apoio da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e Ministério da Saúde (MS).
Os testes ainda estão em andamento, de acordo com o Iepa, e se o produto for aprovado, será distribuído para os moradores da capital.

Fonte: G1