A história do recorde teve início quando o recurso foi conquistado pelo prefeito na última semana do ano de 2018

PRIMAVERA DE RONDÔNIA – A falta de equipe técnica é, mitas vezes, um dos maiores problemas para que algumas administrações consigam formalizar e aplicar recursos. Não é o caso de Primavera de Rondônia, segundo menor município do Estado, que tem se revelado como exemplo na aplicação dos recursos. O prefeito Eduardo Bertoletti conseguiu a façanha de entregar uma obra de grande porte dois anos antes do término do prazo do convênio.

A história do recorde teve início quando o recurso foi conquistado pelo prefeito na última semana do ano de 2018.

Localizado a 528 km da Capital, nos recantos da Zona da Mata, Primavera de Rondônia surpreende com eficiência, eficácia e efetividade na gestão de recursos extraorçamentários.

Com recursos provenientes de uma emenda do senador Ivo Cassol, foi concluída a construção da ponte mista sobre o Rio Arraras, em um trecho que nunca fora atendido por nenhuma outra administração. A obra resulta em benefícios diretos para cerca de 70 famílias, como também impacta em melhorias para o setor agrícola, com melhor acesso para o escoamento de uma enorme produção.

A obra teve recursos na ordem de R$ 919.641,76, com vigência do convênio até dia 31 de outubro de 2021, entretanto, na última semana de 2019 mais especificamente no dia 28 de dezembro, o prefeito Eduardo, juntamente com diversas autoridades do Município, cortou a faixa de inauguração entregando esta obra a comunidade.

O feito foi alcançado pela administração municipal com o apoio da Associação Rondoniense de Municípios (AROM), superando todos os entraves burocráticos de uma obra de engenharia. Para o presidente da entidade municipalista, Cláudio Santos, é necessário ser evidenciada a conquista. “Temos de render elogios a toda a equipe envolvida, pois conseguiram em tempo muito célere realizar a elaboração de todos os estudos técnicos aos quais incluíram (estudo hidrológico, sondagem, batimetria), realizar o projeto executivo de engenharia, licenciamento ambiental, apresentar todas as peças técnicas no órgão concedente do recurso, aprovar, licitar, contratar e entregar a população em menos de um ano, isso é um recorde”.

Além da celeridade, a Prefeitura de Primavera de Rondônia ainda garantiu a economicidade no procedimento licitatório superior a 16%, tendo a obra sido contratada por R$ 777.898,07. Ainda, o modelo construtivo reduziu os impactos ambientais e também aumentou a durabilidade do empreendimento, com uma execução em tempo muito menor do que em outros métodos construtivos de pontes.

Quer saber mais sobre o movimento municipalista rondoniense? Acesse arom.org.br. Você também pode interagir pelas nossas redes sociais Instagram e Facebook.

Fonte: Arom