Gerente da Financiadora no norte diz que "temos a percepção clara de como é necessário dar voz às instituições de pesquisa, empresas e demais atores do próprio ecossistemas"

PORTO VELHO – “A Financiadora de Inovação e Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologias e Inovações (FINEP-MCTI), tem ampliado muito sua atuação na Amazônia desde que inaugurou o escritório Regional do Norte em 2018.  E temos a percepção clara de como é necessário dar voz às instituições de pesquisa, empresas e demais atores do próprio ecossistemas.

E nesse contexto notamos que o fórum Amazônia +21 é uma ferramenta crucial de trabalho para o desenvolvimento de uma economia forte e sustentável, não só por dar uma visibilidade internacional às ações que estão sendo produzidas dentro da floresta, mas também dando a possibilidade de se discutir com os atores locais as iniciativas de sucesso”.

A declaração é de Rodrigo de Lima, gerente regional norte da Finep Inovação e Pesquisa, instituição de fomento público à Ciência, Tecnologia e Inovação em empresas, universidades, institutos tecnológicos e outras instituições públicas ou privadas. Rodrigo Lima vai participar dos debates do Fórum Amazônia+21, que vai acontecer de 4 a 6 de novembro através de plataformas online.

Segundo Rodrigo de Lima, “é claro que o desenvolvimento passa pela inovação, criação de valor com ciência e tecnologia. E nisso a Finep tem muito a contribuir, com sua expertise de 53 anos financiando projetos inovadores”. Neste sentido, os debates do fórum serão importantes. “Temos grandes perspectivas com nossa participação no Amazônia +21”, diz.

Sobre o Amazônia+21

O Fórum Mundial Amazônia +21 é uma iniciativa para mapear perspectivas e buscar soluções para temas relacionados ao desenvolvimento da região e melhoria da qualidade de vida dos mais de 20 milhões de cidadãos que vivem na Amazônia Legal. O programa é uma realização da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Agência de Desenvolvimento de Porto Velho e Prefeitura de Porto Velho, com correalização da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O evento será totalmente virtual e acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de novembro deste ano. Os debates sobre os desafios e as soluções para a Amazônia se darão a partir de quatro eixos temáticos: negócios sustentáveis, cultura, financiamento dos programas e ciência, tecnologia e inovação. Para participar, inscreva-se no site amazonia21.org.

Fonte: Assessoria