JI-PARANÁ – Na semana em que se celebra o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, o Hemocentro de Ji-Paraná registrou presença considerável de doadores, na quarta-feira (25), onde a direção do Hemojipa promoveu uma calorosa recepção motivando a manutenção do estoque de sangue por meio da doação voluntária.

O volume de doadores cresceu significativamente, mas é preciso conscientizar as pessoas que doar sangue regularmente deve fazer parte de uma rotina

“No decorrer dessa semana seguramente o volume de doadores cresceu significativamente, mas precisamos conscientizar as pessoas de que doar sangue regularmente deve fazer parte da rotina delas”, disse a assistente social Cleide Araújo, destacando que na celebração da data alusiva ao dia do doador, na quarta-feira, 50 pessoas compareceram ao órgão para proceder à doação.

Até a semana passada, a média de doadores no Hemojipa era de seis pessoas por dia. “Este aumento decorre de uma ação de chamamento em que promovemos, visando resgatar essas pessoas e reinseri-las no contexto da importância de doar sangue”, explica Araújo, enfatizando a alguns doadores que estavam afastados desde 2017 e compareceram para retomar o posto de doador voluntário.

O policial militar Leandro Marques Lopes é doador regular há mais de 15 anos e disse que repete o ato solidário quatro vezes ao ano. “Por ter a tipagem sanguínea universal, me tornei um doador frequente no intuito de ajudar a salvar vidas”, disse o policial. O tipo sanguíneo “O+”, como é o caso de Leandro Lopes, é o mais comum.

De Presidente Médici, os produtores rurais Jefferson de Oliveira Pinheiro e Zilda Souza, integraram um grupo de 20 pessoas que se uniu pela primeira vez ao ato solidário no dia da celebração do Doador Voluntário, em Ji-Paraná.

A data alusiva ao dia do doador de sangue foi celebrada no Hemocentro em Ji-Paraná, que teve aumento significativo de doador

“Ficamos sabendo da necessidade de doar sangue e reunimos amigos e vizinhos para colaborar nessa campanha pela primeira vez”, disse Jefferson Pinheiro, convocado inicialmente para a doação, porque um amigo acidentado está necessitando de sangue em um hospital de Porto Velho.

Antes de proceder a doação, Dona Zilda Souza não conhecia a tipagem sanguínea dela, mas disse que se for compatível quer se tornar doadora regular. “A gente nunca sabe se vai precisar de sangue algum dia. Então vamos colaborar para quem está necessitando no momento”, falou a produtora rural.

A celebração do Dia do Doador Voluntário no Hemojipa foi recheada de atrativos. A comemoração iniciou com a apresentação de músicas executadas por músicos e seus instrumentos de cordas. Os doadores receberam atenção especial e foram presenteados com uma camiseta e outros brindes, além de um café da manhã reforçado.

O secretário Regional de Governo em Ji-Paraná, Everton Esteves, prestigiou a celebração alusiva à data e contribuiu na elevação de doadores. “Os servidores estaduais aptos à doação devem proceder ao ato e serão convidados a salvar vidas”, declarou o secretário.

 

 

 

 

Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Daiane Mendonça e Paulo Sérgio
Secom – Governo de Rondônia

Print Friendly, PDF & Email