PORTO VELHO – A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Velho (Semusa), através da Vigilância Epidemiológica, alerta para os cuidados que devem ser tomados nesse período de chuva e enchentes, para prevenir acidentes com animais peçonhentos.

“Apesar da redução, nos números de janeiro deste ano em comparação ao mesmo mês de 2018, é preciso redobrar os cuidados, porque esses animais entram e se instalam nos lugares mais improváveis possíveis”, alerta a coordenação municipal de acidentes por animais peçonhentos.

Em janeiro do ano passado, foram notificados 24 casos de acidentes, sendo 20 por serpentes, 3 por aranha e 1 por escorpião. Em janeiro deste ano, foram 12 casos, sendo 8 por serpentes, 3 por aranha e 1 ignorado.

Como prevenir

Mantenha seu quintal limpo e sem entulhos, assim os animais não terão onde se abrigar próximo a sua casa. Um ambiente limpo serve como barreira de proteção.

Não deixe resto de comida na pia ou em outros lugares da casa, isso atrai baratas e ratos, que servem de alimentos, atraindo os escorpiões, cobras, aranhas e lacraias.

Sempre verifique sapatos, roupas e toalhas antes de usá-los. Deixe as camas afastadas a uma distância de 10 a 15 cm das paredes. Sempre limpe embaixo e atrás dos móveis. Use luvas de couro nas atividades rurais, remoção de entulhos e jardinagem. Trabalhos em campo e roçados é importante o uso de botas longas de borrachas ou perneiras. Mais de 80% dos acidentes por serpentes ocorrem abaixo do joelho.

Cuidados

Em caso de acidentes, mantenha a pessoa calma, lave o local da picada com água e sabão, nunca faça torniquete e não coloque nada em cima do ferimento. Para esses acidentes o Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) é o hospital de referência.

Leve o acidentado ao serviço de saúde, o mais rápido possível, e tente identificar ou fotografar o animal envolvido no acidente, caso isso não exponha você a riscos. Acidentes com crianças e idosos requerem cuidados redobrados.

Telefones úteis:

Bombeiros 193

Vigilância em Saúde – 98473-7909

CIEVS – 3901-2835 –

Divisão de Zoonoses e Entomologia 3901-2874

Samu –192