Semisb diz que aguarda decisão da liberação dos recursos por parte do Governo Federal. Manifestantes fecharam a rua da Beira às 6h.

PORTO VELHO – Moradores de Porto Velho fazem um protesto na manhã desta segunda-feira (14), cobrando drenagem e asfaltamento no bairro Lagoa. Os manifestantes fecharam a rua da Beira, próxima à Zona Sul da capital às 6h.

Moradores realizam protesto em Porto Velho — Foto: João Antônio Alves/CBN Amazônia.

Com a chegada do período chuvoso, os moradores dizem que estão preocupados com a situação do bairro, já que várias residências alagaram com os últimos temporais. E a drenagem serviria justamente para escoar essa água da chuva.

Em cartazes os manifestante dizem que as obras na região estão atrasadas há 50 dias. A Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Serviços Básicos (Semisb) afirmou que aguarda decisão da liberação dos recursos por parte do Governo Federal, por causa do período eleitoral.

Em julho deste ano foi assinada a ordem de serviços para realização de obras de drenagem e asfaltamento de 10 km de ruas no bairro Lagoa. Conforme a prefeitura, o bairro “sempre foi um dos mais atingidos por alagamentos no inverno amazônico, devido à falta de meios para o escoamento das águas pluviais”.

Na época, a assessoria de comunicação do município informou que, com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional e contrapartida da capital, a obra custará R$ 25.202,677,87. E a empresa contratada teria prazo de 18 meses para concluir os trabalhos.

 

 

 

Fonte: G1 RO