Esses programas, geralmente são apresentados no horário entre o meio dia e 14 horas

Zé Katraca

PORTO VELHO – Vamos falar de rádio! Ou melhor, de programa de rádio, em especial, daqueles, cujos apresentadores na maioria, emitem opiniões próprias. Esses programas, geralmente são apresentados no horário entre o meio dia e 14 horas. Tem articulista para tudo quanto é gosto, uma vez que alguns compram o horário e assim não têm que obedecer a linha editorial do grupo proprietário da emissora.

Nesse contexto, temos o Programa “A Voz do Povo” na rádio Caiari cujo titular, é o Arimar Souza de Sá. Arimar passa ao leitor, a postura de quem realmente é independente, falando o que pensa, sem se importar com retaliações. Na atualidade o programa está sendo apresentado pelo professor Francisco Matias.

**********

Na rádio Rondônia o programa “A Hora do Povo” é apresentado pelo decano Léo Ladeia. Por ser um programa da emissora, o Léo fica preso ao Editorial da Empresa assim, podemos dizer que não tem a liberdade para expressar sua opinião e quando o faz, é com todo cuidado para não deixar a direção da emissora em mal lençóis

***********

Na rádio Cultura FM o programa se chama “Informa na Hora” cujo titular é o Fábio Camilo, o jornalista que se vangloria de ser amigo particular do presidente Jair Bolsonaro mas, não admira de jeito nenhum a gestão do governador de Rondônia. Fábio passa aos ouvintes uma independência que parece sincera quando se trata de governo estadual, mas quando o assunto é a Assembleia Legislativa só ouvimos elogios. Quer dizer: ‘Dois pesos, duas medidas”.

Agora vamos ao programa que realmente é o líder de audiência no horário das 12 as 14 horas; “PAPO DE REDAÇÃO” apresentado de segunda a sexta feira pela rádio Parecis FM 98.1

**********

Talvez seja o mais democrático entre todos os demais programas do gênero, em Porto Velho e Rondônia já que o Papo é apresentado por uma rede de rádio que se espalha por quase todo o estado.

**********

Aqui encontramos opiniões para todos os gostos, já que cada participante (Everton Leoni, Sergio Pires, Beni Andrade e o professor Peixoto) demonstra certa liberdade.

***********

Sérgio Pires – Apesar de ter uma rede de fontes das mais admiráveis, no Papo de Redação, alguns ouvintes o consideram o articulista “Chapa Branca”, por sempre em suas opiniões, defender de uma maneira ou de outra, as ações do governo estadual ou do prefeito municipal. O muro é espaço seguro.

***********

Professor Peixoto – O intelectual do programa ou o ‘sabe tudo’, como diz o Beni Andrade em tom de deboche. Na realidade, o professor Peixoto se destaca pelo vasto conhecimento das Leis, porém, exagera quando se apresenta como conhecedor de tudo quanto é assunto. É aí que o programa alcança seu ápice, pois o Beni Andrade não concorda com suas opiniões colocando em dúvida tudo que Peixoto fala. É Como disse acima, o professor Peixoto é realmente o intelectual do Papo.

**********

Beni Andrade, o popular do programa, a maioria dos ouvintes tecem elogios a sua participação. Participação que muitas vezes extrapola a lei da razão. Beni Andrade com sua educação de presidente do “Clube do Coice”, faz a diferença no Papo de Redação. Sem ele o programa não existe.

**********

Everton Leone, o Presidente. Atua como bombeiro evitando o incêndio ao intervir com muita categoria e propriedade de Presidente, quando Beni e Peixoto e as vezes o Sérgio partem para uma discussão mais acirrada. Lembrando, que de vez em quando Everton libera o espírito de quem não nasceu para levar recado para casa e abre o verbo em cima até da mais alta autoridade, seja nacional, internacional ou estadual. É o VAR que não aceita contestação. Caiu na área é pênalti.

**********

O mais bacana do Papo de Redação é a liberdade que a direção da emissora proporciona aos seus apresentadores. Todos dizem o que pensam e nem mesmo a presença do Presidente do Grupo Imagem, Everton Leoni, que comanda o programa, contesta. Isso é jornalismo de responsabilidade!

***********

E por falar em Grupo de Comunicação

***********

O SBT assinou quinta feira, 10, os direitos de transmissão da copa Libertadores da América.

***********

Até este ano, as partidas do campeonato eram transmitidas pela Rede Globo, que rescindiu os direitos, após o início da pandemia. O contrato é referente às competições até 2022 e tem início este ano, no dia 16, com jogo entre Palmeiras e Bolívar.

**********

Segundo matéria publicada no jornal UOL, a partir de agora, a emissora iniciará a montagem da equipe que fará a cobertura dos jogos. Ao todo, estima-se que ao menos 30 profissionais chegarão para o novo núcleo esportivo.

**********

Até o momento, os possíveis nomes para a narração das partidas são os de Téo José, narrador da Disney que trabalhou no canal de Sílvio Santos em julho, e de André Henning, titular da Turner para narrações do Brasileirão e da Liga dos Campeões da Europa.

**********

Esse é o Papo de Hoje!

Por: Sílvio M. Santos