A Prefeitura de Porto Velho, através da FUNCULTURAL vem a público comunicar que se encontra em processo de análise e julgamento dos espaços culturais.

**********

O julgamento iniciou no dia 13/10/2020 as 08h e encerrará no dia 20/10/2020 as 14h com a publicação da listagem dos espaços habilitados provisoriamente.

***********

 A FUNCULTURAL publicará em breve o cronograma das próximas etapas no Portal da FUNCULTURAL – https://funcultural.portovelho.ro.gov.br/arquivos/lista/35768/lei-aldir-blanc

***********

  Isso quer dizer que na próxima terça feira, vamos ficar sabendo quais os espaços culturais farão jus ao recurso oriundo da Lei Aldir Blanc que nesse caso fica entre 3 e 10 Mil Reais.

*********

Para mais informações acesse a página oficial da FUNCULTURAL no facebook, ou através do site: https://funcultural.portovelho.ro.gov.br/arquivos/lista/35768/lei-Aldir-blanc

**********

Amanhã o Grupo Ruante disponibiliza em seu canal do YouTube o Cabaré Ruante Virtual que nada mais é um show de palhaçada das cenas criadas e gravadas com os participantes da oficina PALHAÇAÍ, realizadas nas cidades de Ji-Parana e Vilhena.

**********

SERVIÇO – Quando: 17/10/20; Horário: 19h (Rondônia); Onde: Canal Teatro Ruante https://www.youtube.com/channel/UC0Coa2njCs63C6Lmlqb20uw

***********

Porto Velho é o quarto município do país com maior rebanho bovino. Segundo a Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

***********

A pesquisa também indicou que o rebanho bovino rondoniense é o sexto maior do país, com mais de 14,3 milhões de cabeças. Os campeões são Mato Grosso (31 milhões de cabeças), Goiás (22 milhões de cabeças), Minas Gerais (22 milhões de cabeças), Pará (20 milhões de cabeças) e Mato Grosso do Sul (19 milhões de cabeças).

***********

Além de Porto Velho, os maiores rebanhos em Rondônia estão nos municípios de Nova Mamoré (730 mil cabeças), Jaru (517 mil cabeças), Buritis (516 mil cabeças) e Ariquemes (477 mil cabeças).

***********

A pergunta que não quer calar é a seguinte: Se Carne de Boi está tão cara aqui em Porto Velho. Apenas para ilustrar o que digo, ontem quinta feira, me deu vontade de almoçar um cozido de costela bovina a chamada RIPA e para minha surpresa (não sou muito adepto de comer carne bovina, por recomendação médica), fui até o Mercadinho do meu bairro e pedi duas RIPAS quando o açougueiro me entregou a carne e o valor a pagar me surpreendi. O quilo da Costela Ripa foi cobrado a R$ 28,90 que é isso meu irmão, há poucos dias essa costela não custava 15 Reais! Questionei, aí o açougueiro saiu discorrendo os preços dos demais cortes da carne bovina. Vi que tá difícil para quem está recebendo o auxílio emergencial, que agora é de apenas R$ 300,00.

***********

E o pior se Porto Velho é o quarto município brasileiro em rebanho bovino, creio que não poderíamos estar pagando tão caro por um quilo de carne.

***********

Não adiante os pecuaristas e o governo ficar se gabando que mesmo na Pandemia Rondônia manteve ou está mantendo sua arrecadação, e, nível bem aceitável.

**********

Aí pergunto, O que a barriga do povo tem a ver com isso, de que adianta o estado está com boa arrecadação de imposto graças ao nosso rebanho, se o povo humilde não ganha o suficiente para comprar, pelo menos Um Quilo de Carne com Osso?

**********

É como diz o dito popular: “Comer carne hoje em dia, é Osso Duro de Roer”.

 

 

 

 

Por Silvio Santos