A Prefeitura de Porto Velho, por iniciativa da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semagric) promoveu, na última sexta feira (12/7), o lançamento do Projeto de Desenvolvimento da Cultura da Mandioca, um dos pilares da administração Hildon Chaves.

O projeto é de responsabilidade da Semagric, na pessoa do titular da pasta, Luis Cláudio Pereira. O evento de lançamento do projeto aconteceu na sede da Associação de Agricultores do Reassentamento São Domingos, na Estrada do Jatuarana. Mais de trezentos produtores estiveram presentes na solenidade.

O anfitrião foi o presidente da Associação São Domingos, Luis Paulo Afonso, o Cangalha. Para ele, a proposta apresentada pela Prefeitura, através da Semagric, em parceria com a Embrapa, Emater e Banco da Amazônia, reanima os produtores de mandioca de todas as regiões do município.

“As perspectivas agora são diferentes, porque temos garantia de acesso a crédito, estradas confiáveis, assistência técnica, possibilidade de industrialização e até mesmo certificação de qualidade. Acredito que estamos entrando numa fase promissora para o setor”, disse Luis Paulo, em nome de aproximadamente vinte associações presentes.

Representando o prefeito Hildon Chaves, o secretário Luis Cláudio agradeceu a presença de todos, explicando que o Projeto é uma iniciativa séria e que terá investimentos na preparação dos terrenos, correção de solo com calcário e assistência técnica.

Ele lembrou que os projetos e programas de incentivo desenvolvidos pela Semagric só estão sendo possíveis graças a ajuda dos vereadores, no ato representados pelo presidente da Casa de Leis, vereador Edwilson Negreiros e pelo vereador Bengala. “Na readequação da pasta, que deixou de ser subsecretaria para virar secretaria, foi fundamental a determinação do prefeito e o apoio dos vereadores, que aprovaram a nova estrutura”, disse Luis Cláudio.

O principal objetivo do Projeto de Mandiocultura é aumentar a produção de 10 toneladas por hectare para pelo menos 25. Isso será possível com o uso de variedades modificadas, correção do solo e assistência técnica. Por isso se faz tão importante a parceria com Embrapa e Emater.

Estiveram presentes na solenidade o vice-presidente da Emater, José de Arimatéia, o gerente regional, Hilton Neves, o Coordenador de Agricultura Familiar da Seagri, Victor Paiva, o representante da Embrapa, Francisco Chagas, o presidente da Central de Associações de Produtores Rurais de Porto Velho, Pedro Bordallo, o Secretário Executivo do Conselho de Desenvolvimento Rural (CEDRS), José Neves Sobrinho, o presidente do Banco do Povo, Manoel Serra, e o gerente de crédito rural do Basa, Diego Brito.

Na ocasião, Diego Brito explicou aos presentes uma série de procedimentos para se ter acesso a crédito agrícola dentro do programa Agricultura Familiar, um dos pontos fundamentais para que o Projeto de Desenvolvimento da Cultura da Mandioca em Porto Velho tenha sucesso.