A Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) promoverá no próximo dia 14 de setembro, às 18h, a live Justiça Restaurativa e Círculos de Construção de Paz – Reflexões e Práticas: as Competências Socioemocionais no Pós Pandemia, que contará com a participação da professora gaúcha Maria Cristina dos Santos Martins. A palestra será transmitida ao vivo no canal da Emeron no YouTube (youtube.com/EscolaEmeron) e terá certificação de 2 horas-aula aos participantes.

Maria Cristina possui graduação em letras e em pedagogia, possui diversas especializações na área da educação, é mestre em Linguística e tem formação como Facilitadora de Justiça Restaurativa e de Círculos Construção de Paz – Situação Conflitivas e Não Conflitivas. Cursa pós-graduação em Justiça Restaurativa e Mediação de Conflitos, além de atuar como Orientadora Educacional, Psicopedagoga, Mediadora Civil, Supervisora e Coordenadora Pedagógica. A palestra abordará o uso da Justiça Restaurativa no ambiente escolar, com destaque para as competências socioemocionais necessárias para uma convivência livre de conflitos no pós pandemia.

A palestra é gratuita e aberta ao público, especialmente facilitadores de Justiça Restaurativa e de Círculos Construção de Paz e membros da comunidade escolar. Os interessados em obter certificação deverão realizar inscrição prévia por meio da de formulário já disponível no menu Inscrições do site da Escola (emeron.tjro.jus.br).

A realização do evento atende ao compromisso firmado pela Emeron junto à Organização das Nações Unidas (ONU) de fomentar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para a transformação do nosso mundo. O realizar a palestra, a Emeron contribui com os objetivos 4, que pretende assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, promovendo oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; e 16, que visa promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, com acesso à justiça para todos e instituições eficazes e responsáveis em todos os níveis.

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação TJ-RO com informações da Emeron