O deputado estadual Cabo Jhony Paixão (PRB), apresentou o Projeto de Lei Ordinária (PLO 11/19), que torna obrigatório o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras), nos cursos de formação de policiais militares, policiais civis e bombeiros militares. A matéria está tramitando na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Foto: José Hilde

“Esta iniciativa visa assegurar a inclusão das pessoas surdas no atendimento na segurança pública. Com os policiais e bombeiros capacitados em Libras, o acesso à cidadania por parte desse segmento, será ampliado”, destacou o parlamentar.

Segundo o deputado, numa situação de um socorrista dos bombeiros atenderem uma ocorrência envolvendo uma pessoa surda, por exemplo, poderá ser facilitado o trabalho, caso os profissionais tenham um conhecimento básico em Libras.

“Todos saem ganhando: os profissionais que poderão ter mais celeridade e eficiência no trabalho, e o cidadão que precisa da assistência, que poderá se comunicar com mais precisão”, completou.

Jhony Paixão aguarda a matéria tramitar nas Comissões temáticas da Casa, para em seguida ser apreciada e votada em plenário. “Conto com o apoio e a sensibilidade dos meus pares na aprovação deste importante projeto”, finalizou.