Na manhã desta sexta-feira, 17, o Instituto Federal de Educação de Rondônia (IFRO) formalizou um Termo de Cooperação com a Associação de Criadores de Peixes de Rondônia (ACRIPAR) para o desenvolvimento da cadeia piscicultora no Estado.

O Termo de Cooperação foi assinado pelo reitor do IFRO Uberlando Tiburtino e o presidente da ACRIPAR para que nos próximos cinco anos sejam desenvolvidas ações que promovam o avanço tecnológico e a capacitação dos piscicultores e trabalhadores envolvidos neste segmento.

O presidente da ACRIPAR destaca que essa parceria vai ajudar a solucionar gargalos da cadeia produtiva do peixe em Rondônia. “A tecnologia e a ciência vão atuar de forma ainda mais presente na piscicultura de Rondônia com a participação do IFRO neste contexto. Estamos otimistas, pois ao longo dessa parceria vamos conseguir melhorar nosso processo produtivo, na busca por soluções para os nossos produtores”, explica.

O reitor do IFRO destaca que as primeiras ações serão realizadas na região do Vale do Jamari, mas que serão extensivas para todos os territórios de Rondônia, como forma de universalizar o conhecimento às novas tecnologias que serão desenvolvidas. “Vamos utilizar a estrutura do IFRO em Rondônia para levar conhecimento aos envolvidos nesta importante cadeia produtiva do nosso Estado, vamos contribuir para que a piscicultura possa se desenvolver ainda mais”, finaliza.

RONDÔNIA

Rondônia é atualmente o estado com maior produção nacional de peixes nativos, tendo o Tambaqui como espécie de maior cultivo. São mais de 4 mil piscicultores produzindo cerca de 90 mil toneladas desse pescado por ano.

 

 

 

Fonte: Luiz Martins