INSS vai pagar diferença de valores do BPC

PORTO VELHO – Os segurados do INSS que tiveram antecipações do benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença), concedidas até 31 de outubro deste ano, começarão a receber em dezembro o pagamento das diferenças às quais têm direito. A Portaria Conjunta nº 84, do INSS e da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União (DOU) da segunda-feira, 23, autorizou a revisão. Ao todo, mais de 600 mil segurados terão seus processos analisados de forma automática e poderão ter acesso aos valores referentes à revisão – de um total de 1,1 milhão de antecipações concedidas. Nem todo beneficiário tem direito à diferença, pois pode não haver alteração no valor do benefício após ser feita a revisão.

ONDE PROCURAR

O beneficiário da previdência pode ver se tem direito à diferença pelo Meu INSS (site e aplicativo) e pelo telefone 135.

SÓ EM PALMAS

Depois de uma campanha maciça, nitidamente comandada pelo Tribunal Superior Eleitoral, o que se esperava fosse atrair o eleitorado ao qual se direcionava, ao feminino, pelo menos em termos de prefeitas eleitas nas capitais, a coisa ficou ruim. Só em Palmas (Tocantins) foi eleita uma mulher, Cinthia Ribeiro. As outras quatro que disputaram o segundo turno foram derrotadas: Cristiane Lopes (PVh), Manoela D’Ávila (P. Alegre), Marília Arraes (recife) e Socorro Neri (R. Branco).

MESMAS DESCULPAS

Para a colunista Nina Lemos, do site UOL, a culpa é do machismo, dos fake news etc. Será mesmo, ou é choro de ativista.

POR AQUI

Em 2010 o mote de muitos em votar em Dilma Rousseff foi que era a oportunidade de se ter uma mulher na Presidência. Era comum encontrar mulheres, muitas delas com alto nível de escolaridade, dizendo que votariam em Dilma não porque era indicação de Lula, “mas por que ela é mulher”, foi uma frase muito repetida, mas o desvario que marcou o governo Dilma pode estar impactando em campanhas femininas agora.

MARKETING

Cristiane tinha o marketing apelativo: “uma mulher prefeita”. Hildon, “Porto Velho já tem prefeito”, afirmativo, e ganhou.

TESTES DE VIRGINDADE

É só ir até Londres. Na Inglaterra, conforme os programas Newsbeat e do projeto 100 Women (100 Mulheres), ambos da BBC, estão fazendo um teste de virgindade, que envolvem um exame vaginal para verificar se o hímen está intacto, vem sendo oferecido, mas autoridades dizem eu esse teste não têm base científica, não podem provar se alguém é virgem e podem ser uma forma de abuso, ed são considerados uma violação dos direitos humanos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Organização das Nações Unidas (ONU), que querem sua proibição.

É SÓ IR LÁ

Em Londres são 21 clínicas que oferecem o teste. E tem outro, do reparo do hímen, ao custo de 1,5 mil libras (10 mil reais) e 3 mil libras (R$ 21 mil).

FÓRMULA 1

O piloto brasileiro Pietro Fittipaldi, de 24 anos – neto do bicampeão mundial Emerson Fittipaldi – terá sua primeira chance como piloto principal da Haas na Fórmula 1, no próximo domingo (6), quando substituirá  Romain Grosjean, lesionado ontem (29) após escapar de um grave acidente no Grande Prêmio do Bahrein. O piloto francês se recupera de ferimentos nas costas e em ambas as mãos.   A estreia do brasileiro será no GP de Sakhir, pela 16ª rodada do Campeonato Mundial de F1, no Circuito de Bahrein. Ele será o 32º brasileiro no Circuito Mundial de F1. Desde 2017, quando Felipe Massa se aposentou das pistas, o país não tinha representantes na categoria.  Nesta temporada, Pietro participou como piloto reserva e de testes da escuderia norte-americana, na maioria das corridas de F1.

PRIMEIRO TREINO

Na próxima sexta (4), Pietro assume o volante da do modelo VF 20, como piloto principal da Haas, nos treinos de abertura.

CONTRASTES

O ministério da Agricultura lança nesta terça-feira, 1, o livro “Uma Jornada pelos Contrastes do Brasil: Cem anos do Censo Agropecuário”. A live será transmitida pelo canal do Mapa no Youtube. A obra traz um diagnóstico do setor agropecuário brasileiro, elaborado por 64 pesquisadores e professores, a partir da análise dos dados coletados pelo Censo Agropecuário, realizado no país desde 1920.É uma parceria do Mapa com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

ORGANIZAÇÃO

O livro foi organizado por dois técnicos do Ministério da Agricultura, José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho, e José Garcia Gasques.

Por: JL Albuquerque, com informações da agenciabrasil.ebc.com.br

Print Friendly, PDF & Email