Ji-Paraná firma parceria com Cooperativa de Catadores para amenizar pressão no lixão

PORTO VELHO – A Prefeitura de Ji-Paraná firmou parceria com a Cooperativa de Catadores do Município, para a realização de serviços que envolvem a coleta, transporte, triagem, processamento e destinação de final de resíduos recicláveis e reutilizáveis no âmbito do município. Com a parceria, a cooperativa dos catadores receberá o valor de R$22.866,40 por mês, ou seja, R$ 274.396,80 por ano.

Em julho foi realizada uma triagem da coleta noturna, como forma de testar o sistema que está sendo implantado, e os número se  mostraram bastante significativos, contando no teste, 105 toneladas de lixo reciclável não foram para o aterro sanitário. Em uma projeção realizada pela Semeia, no mês de maio deste ano, foram levados para o aterro sanitário particular 2014 toneladas de lixo ou rejeito.

EXPECTATIVA

A expectativa é diminuir a tonelagem de lixo que vai para o aterro sanitário e ampliar a quantidade de materiais recicláveis para cooperativa.

SEM RETROCESSO

O que fazer com as estruturas implantadas no país para atender à demanda gerada pelo covid 19? A pergunta é do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) feira ao Ministério da Saúde durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), em Brasília. Segundo o Conass foram habilitados 11 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 21 mil leitos foram colocados à disposição no Sistema Único de Saúde. A proposta é não desabilitar os leitos e direcionar seu uso para atender à carência de UTIs no país.

FECHAR LEITOS

O temor é que, reduzindo os casos de covid esses leitos sejam desabilitados e voltemos à fase anterior, quando UTI era caso raro.

ESTUPRO

Desde de ontem, sexta-feira, médicos e profissionais de saúde ao atender mulheres que queiram abortar após engravidarem de um estupro terão de avisar a Polícia, conforme portaria do Ministério da Saúde. Além disso, a equipe médica também deverá comunicado o caso à autoridade policial, independentemente da vontade da vítima de registrar queixa ou identificar o agressor. Em casos assim, a interrupção da gravidez é permitida por lei. A portaria, no entanto, traz novas exigências, incluindo a oferta para que a gestante veja imagens do feto, em ultrassonografia, e a submissão da vítima a um extenso questionário sobre o estupro. No termo de consentimento, a gestante terá que relatar, com pormenores, a violência sexual sofrida.

ADVERTÊNCIA

A gestante deve ser informada sobre crimes de aborto e falsidade ideológica, se não comprovar ter sido vítima de violência sexual.

VOTAÇÃO

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (28) ter oficializado a ampliação em uma hora do horário de votação nas eleições municipais deste ano, cujo primeiro turno está marcado para 15 de novembro. Com isso, as urnas serão abertas mais cedo e ficarão aptas a receber votos das 7h às 17h, sempre no horário local.   Outra medida anunciada pelo TSE foi reservar o horário das 7h às 10h preferencialmente para pessoas acima de 60 anos, seguindo orientação da consultoria sanitária prestada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein.

URNA ELETRÔNICA

Em nota nesta sexta-feira o TSE anunciou que as urnas eletrônicas são invioláveis. Apesar de todas as queixas.

Com informações da AgênciaBrasil

Por: JL Albuquerque