O contribuinte brasileiro paga despesas de assessoramento, segurança e motoristas de seis ex-presidentes

PORTO VELHO – Pelo que ouvimos numa emissora de rádio, o ex-governador e atual senador Ivo Cassol estaria tendo questionado judicialmente o fato de ser mantido, à custa do contribuinte rondoniense, sua segurança pessoal depois que ele deixou o cargo.

Pois bem: o contribuinte brasileiro paga despesas de assessoramento, segurança e motoristas, de seis ex-presidentes (Sarney, Collor, FHC, Lula, Dilma e Temer), incluindo, no caso de Lula, que mesmo quando esteve preso continuou com a mordomia, apesar de oficialmente recolhido a um espaço especial na Polícia Federal curitibana. No caso dos ex como Dilma etc, trata-se da LEI Nº 7.474, DE 8 DE MAIO DE 1986 (presidência de José Sarney).

PRESO PAGANDO DESPESAS

Segundo o site ac24horas.com, “A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, nesta quarta-feira, 12, o projeto de lei que obriga presos a pagarem por suas despesas na prisão. O texto segue para a análise do plenário da Casa. De autoria do ex-senador Waldemir Moka (MDB-MS), a proposta altera a Lei de Execução Penal, acrescentando a obrigatoriedade de o peso ressarcir o Estado pelos gastos com a sua “manutenção no estabelecimento prisional”. O texto já havia sido aprovado por comissões no ano passado.” (https://www.ac24horas.com/2020/02/13/comissao-do-senado-aprova-projeto-que-obriga-presos-a-pagarem-por-suas-despesas/)

OLIMPÍADA/BOTAFOGO

O brasileiro Robert Scheidt, bicampeão olímpico, vai disputar pela sétima vez uma Olimpíada, vaga garantida agora para os Jogos Olímpicos de Tóquio este ano, na disputa de mais um pódio, na classe Laser de vela. O velejador ganhou o espaço, agora, durante o Mundial da Classe Laser de Melbourne (Austrália), realizado no Sandringham Yacht Club, quando ele garantiu o lugar ao se classificar  para a disputa da flotilha de ouro da competição e permaneceu como o único brasileiro na luta pelo pódio. BOTAFOGO: Paulo Autuori, assumiu como técnico do Botafogo esta semana. Ele está de volta pela quarta vez. Só para lembrar: Autuori comandou o time da “estrela solitária” no brasileiro de 1995 e foi campeão.

“MOMENTO FELIZ”

O presidente do Banco do Brasil foi sintético ao falar sobre o extraordinário lucro do BB em 2019. “Momento feliz”, disse ele. Ano passado o Banco do Brasil teve lucro recorde de R$ 17,8 bilhões em 2019, resultado 32,1% superior ao registrado em 2018.  Para 2020, a previsão é de que o banco fature de R$ 18,5 bilhões a R$ 20,5 bilhões. A projeção é de que a carteira de crédito tenha alta de 5,5% a 8,5%, a partir de um aumento que deve variar de 10% a 13% no varejo, de 2% a 5% no atacado e de 1% a 4% na esfera do agronegócio.

TEMPO

Com plataforma desenvolvida pelo servidor do CR-PV Mario Fraga e pelo analista Welington Gadelha, ambos do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) de Porto Velho, o órgão agora terá uma nova arma para previsão do tempo na região, disponibilizando previsões de cerca de 700 municípios dos estados da Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins). O aplicativo busca facilitar o acesso a informações meteorológicas para qualquer cidadão. A ferramenta indica a previsão do tempo para o dia atual e para os três dias seguintes.

IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) estendeu o prazo para os estudantes que concluíram cursos técnicos, de graduação e de pós-graduação preencherem o questionário de acompanhamento no portal institucional. O novo prazo se encerra no dia 31/03/2020. Segundo a Coordenadora de Integração, Ensino e Sociedade da Pró-Reitoria de Extensão (Proex/IFRO), Ghueisa Ribeiro, o formulário faz parte da Política de Acompanhamento de Egressos do IFRO, havendo necessidade de indicadores, a serem demonstrados por meio das respostas dos egressos para a construção e a reestruturação de ações futuras. “É fundamental para os indicadores do IFRO, bem como para a melhoria dos cursos técnicos, de graduação e de pós-graduação a cada ano. Os dados servem para dirimir os projetos de formação continuada, propondo soluções para as necessidades dos profissionais de cada área”, explica. O Questionário do Egresso está no site do IFRO e pode ser preenchido até 31 de março de 2020.