O superintendente da Sejucel entende que, com poucas adaptações é possível converter o ginásio em hospital de campanha, já que dispõe de alojamento, banheiros e ampla área externa

PORTO VELHO – Construído no início dos anos 1980 e inaugurado com a presença das estrelas do voleibol nacional, o ginásio de Esportes Cláudio Coutinho, em Porto Velho, poderá se transformar em um hospital de campanha improvisado para receber possíveis vítimas do coronavírus em Rondônia.

O superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira, informa que o ginásio estará disponível para a instalação de novos leitos aos pacientes com possíveis casos do novo Coronavírus.

– Nós estamos trabalhando. Temos várias alternativas para fazer leitos alternativos e o que tá mais próximo é o Cláudio Coutinho. Lá nós temos alojamento, banheiros, quadra e área externa – disse Jobson.

Segundo Jobson, o estádio da capital, o Aluízio Ferreira, passa por reformas e por isso não é uma opção.

– Eu pedi que fosse descartado o Aluízio Ferreira por conta das obras, então, a gente tá trabalhando para que, caso precise, de forma imediata, o Cláudio Coutinho estará disponível para fazermos essa ação – reiterou o superintendente.

Com informações do GloboEsporte.com/RO