A Escola Estadual Altamir Billy localizada no município de Urupá distante cerca de 390 quilômetros da capital Porto Velho, foi arrombada na madrugada do último domingo (26) para segunda-feira (27). Os meliantes deixaram um rastro de destruição levando toda merenda escola que se encontrava na dispensa e nos frízeres.

O que chama atenção é que este é o 41ª vez que a Escola é arrombada desde o ano de 2013 quando foi retirado a vigilância física da referida unidade escolar em razão do governo do Estado, gestão do então governador Confúcio Moura ter optado em ter monitoramento eletrônico.

Em todas as vezes que os meliantes fazem suas visitas indesejadas deixam um rasto de destruição causando enormes prejuízos para os cofres públicos. A reportagem apurou que que todos os arrombamentos a direção da escola faz o levantamento e procura a DP local para o registro da ocorrência policial e posteriormente a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Ji-Paraná é informada para que as medidas cabíveis sejam adotadas, mas o resultado é sempre o mesmo teorias e teorias e nada de praticidade demostrando o total descaso do governo do Estado através da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) em buscar uma solução para o fato mencionado.

A reportagem entrou em contato com a coordenadora Regional de Educação em Ji-Paraná, Rosângela Marum, a mesma informou que é conhecedora do problema, mas asseverou que foi aberto um processo de licitação para que uma empresa assumisse a vigilância eletrônica da Escola estadual Almir Billy.

A coordenadora afirmou que não teve empresa interessada em participar do processo licitatório, mesmo tendo recursos financeiros disponíveis para tal finalidade. Questionada qual seria o caminho legal a ser adotado a coordenadora não soube informar, apenas limitou-se a dizer que a Seduc sabe do problema.

Com a falta de providências quem vem perdendo a comunidade estudantil que todas as vezes que é registrado um arrombamento os alunos só tem meio período de aula e em seguida são dispersados. E a cada arrombamento os meliantes ficam mais ousados além de levarem a merenda, furtam utensílios, quebram objetos e defecam em cima das mesas.

Fonte: OUROPRETONLINE