Gerar empregos e reduzir o consumo de energia são os principais objetivos das ações sociais promovidas pela Energisa no estado de Rondônia. Em dois meses de atuação, o caminhão do projeto Nossa Energia, unidade móvel que leva atividades lúdicas e educativas sobre uso consciente e seguro da energia, participou de 56 eventos, em escolas, empresas e em mutirões de atendimento. Talis de Albuquerque, coordenador do Programa de Eficiência de Energética, explica que as ações buscam sensibilizar o cliente para o fato de que é possível usufruir do conforto da energia elétrica sem desperdício e com segurança.

Além das orientações, os clientes cadastrados em programas sociais do Governo Federal podem ser beneficiados com substituição de geladeiras antigas por novas e lâmpadas ineficientes por outras de LED. Até agora foram trocadas 180 geladeiras e 500 lâmpadas.

As ações do Nossa Energia incluem também o cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica que concede desconto de até 65% no valor da tarifa. Até 2018, apenas 36 mil clientes de Rondônia estavam cadastrados na tarifa social. Hoje são cerca de 70 mil, um aumento de 98%.

Geração de emprego

A qualificação de mão de obra está no radar da empresa que firmou parcerias com Sesi/Senai e Unesco para investir na capacitação de trabalhadores. Para isso foram criados os projetos Escola de Energia e Geração Energia. A primeira iniciativa já capacitou mais de 400 trabalhadores como eletricistas de distribuição / prediais e eletrotécnicos nos laboratórios do Senai em Porto Velho, Ji-Paraná e Vilhena. Esses espaços foram modernizados pela Energisa com investimento de R$ 900 mil. A intenção é formar mais 300 até março de 2020.

Já o Geração Energia, lançado em novembro, é fruto de uma parceria entre o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A intenção é mobilizar 500 jovens de 16 a 29 anos de Rondônia em situação de vulnerabilidade social para receber qualificação profissional e acesso ao Educação Livre, ferramenta de desenvolvimento de competências do SESI. Dos 500 jovens mobilizados, todos receberão algum desenvolvimento pelo programa que é dividido em fases. Ao final, 135 serão selecionados para cursos de capacitação mais específicos e poderão ser contratados para trabalhar na distribuidora de energia do estado. As ações para mobilizar os jovens estão acontecendo em todo o estado e amanhã, 3/12, a equipe do projeto vai estar no CRAS Dona Cotinha, na zona sul de Porto Velho.

 

 

Fonte: Assessoria/Energisa