JI-PARANÁ – O Núcleo Pedagógico (Nuped-Jipa) da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) em Ji-Paraná promoverá nos dias 26 de outubro e 5 de novembro, às 18h, o Webinário Sistema de Justiça Contemporâneo, transmitido ao vivo pelo Canal da Escola no Youtube. Coordenado pela juíza Larissa Pinho de Alencar Lima, que também coordena o Nuped, o evento visa oportunizar aos alunos da Especialização em Direito para a Carreira da Magistratura (EDCM) na Comarca, e aos profissionais do direito um espaço para a reflexão e o conhecimento sobre a multidisciplinaridade que envolve a justiça nos dias atuais.

Programação

Já no dia 5 de novembro, o evento apresenta um ciclo de estudos com temáticas afins à justiça contemporânea. Crimes cibernéticos, Fakenews, Ativismo Judicial, Estado de Coisas Inconstitucional e Inelegibilidade Eleitoral serão os temas abordados pelos juízes do TJRO e professores do EDCM Ivens dos Reis Fernandes, Emy Karla Yamamoto Roque, Wanderley José Cardoso, Luís Marcelo Batista da Silva e Leonardo Leite Mattos e Souza, respectivamente. Neste dia também serão apresentados projetos de pesquisa desenvolvidos no Nuped-Jipa.

O evento é gratuito e voltado a magistrados, servidores, promotores de justiça, defensores públicos, advogados, professores e alunos de direito e terá certificação de 5 h/a (contemplando os dois dias de evento). Os interessados em participar devem realizar suas inscrições pelo menu Inscrições, no site da Emeron, até as 15h do dia 26 de outubro.

A realização webinário faz parte dos objetivos do EDCM, ao promover a discussão e a ampliação dos horizontess dos alunos, além de atender a dois dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), conjunto de iniciativas propostas pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um apelo para a transformação do nosso mundo e que fazem parte do Pacto Global da ONU, do qual a Emeron tornou-se signatária a partir de 2020. O quarto objetivo diz respeito à educação de qualidade, enquanto o ODS 16 busca a paz, justiça e instituições eficazes.

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação – Escola da Magistratura do Estado de Rondônia