Mas, de outro lado, a campanha da Cristiane tem também seus “cavalos de Troia”: a deputada Jaqueline e o ex-senador Ivo Cassol

PORTO VELHO – Terceiro colocado na disputa do turno da eleição para a prefeitura portovelhense, o candidato Vinícius Miguel foi recebido, como costumam dizer os noticiaristas de eventos sociais, “com tapete vermelho” pela cúpula “tucana”. Afinal, Vinícius recebeu quase 30 mil (13,36%) dos votos totais, e haja discursos na chegada do aliado para a reta final da campanha.

“Acho que alguém está plantando um “cavalo de Troia” na campanha do Hildon. Às vezes a melhor posição de quem quer apoiar é trabalhar “em off”, disse um experimentado analista da política rondoniense, ao falar sobre a adesão, considerando que se de um lado Vinícius está levando um dote considerável para a campanha do tucano, de outro pode fazer com que eleitores troquem de lado ou nem votem.

“Mas de outro lado a campanha da Cristiane tem também seu “cavalo de Troia”, porque fala-se à boca pequena que por detrás da “progressista” esteja a deputada federal Jaqueline e seu irmão, o ex-senador Ivo Cassol. E isso também pode afastar eleitores”, frisou o analista.

A ida de Vinícius para o “ninho tucano”, no entanto, mereceu, de saída, uma manchete alegando que um dos parceiros do candidato do “Cidadania”, o “Rede”, através de seus “caciques” que, conforme os sites que noticiaram, ficaram “revoltados” com a adesão ao prefeito Hildon, que busca a reeleição.

Mas, ao contrário disso, o texto da nota dos “redistas” aconselha seus – certamente – milhares de seguidores a votar “de acordo com suas consciências”, e que o eleitor do Rede “vote considerando sempre o melhor para Porto Velho”.

Essa recomendação de decidir pelo “melhor” não sugere citações anteriores de partidos alinhados ao Rede, que várias vezes têm defendido o voto nulo. Então, considerando que o “melhor” seja votar num ou n’outro, a nota parece assumir uma postura justamente que as “esquerdas” sempre têm em relação ao PSDB, a de ficar “em cima do muro”.

De outro lado, com certeza a ida do candidato do “Cidadania” deve levar votos que Hildon precisa para a reeleição, mas algumas posições políticas anteriores de Vinícius e, conforme pessoas com as quais o site conversou, estariam dispostas a analisar melhor o voto. Mas nenhum disse que iria migrar para a candidata Cristiane.