Líder do Governo na Assembleia Legislativa, o deputado Eyder Brasil (PSL), participou nesta quinta-feira (28), da reunião ocorrida no Palácio Rio Madeira com objetivo de encerrar a crise envolvendo Governo do Estado e agentes penitenciários da Secretária de Justiça (SEJUS), que lutam por realinhamento salário. 

Na reunião ficou acordado, que o Governo vai fragmentar o orçamento da secretaria e buscar meios para reduzir gastos com diárias, cedências, horas extras e tentar viabilizar a pauta que a categoria almeja.

Preocupado com o embate e buscando meios de viabilizar o pleito dos trabalhadores, Eyder destacou que vai destinar por meio de emenda individual o valor de R$ 500 mil para contribuir na causa.

O parlamentar ressaltou que o Governo tem sido sensível em resolver a situação, sempre ouvindo as demandas dos trabalhadores e representantes.

Na reunião foi criada uma comissão técnica integrada por membros do Singeperon, deputados e Governo para discutir o que foi construído pela gestão passada e toda a viabilidade econômica do realinhamento dos agentes penitenciários e dos agentes de segurança socioeducativo. A comissão tem até o dia 11 de março para construir a proposta de enxugamento dentro da Sejus, para dar encaminhamento ao Projeto de Lei (PL), que será apresentado na Assembleia Legislativa e também ao Governo.

Estiveram presentes na reunião além de Eyder Brasil, os deputados Jhony Paixão (PRB), Dr.Neidson (PMN), e Jair Montes (PTC). A comissão de secretariado do Governo foi integrada por: Etelvina Rocha (Sejus), Jailson Viana de Almeida (Sepog), Luiz Fernando Pereira (Sefin), além de técnicos governamentais e da presidente do Singeperon Daihane Gomes.

 

Foto: Marcos Figueira