O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes, havia prometido lutar contra os abusos cometidos pelo Detran na cobrança de taxas e serviços, mas, até agora, ficou só no discurso

PORTO VELHO – Alvo de críticas e reclamações de proprietários de veículos de todo o estado, a inspeção veicular terceirizado onera o cidadão e – em alguns casos – fazem exigências que vão além da além, só com o intuito de beneficiar empresas parceiras, como as que confeccionam placas veicular, por exemplo. Mas não é só disso que reclamam os proprietários de carros em Rondônia. O valor de várias taxas por estas vistorias e em alguns casos o pagamento em duplicidade por um mesmo serviço também engrossam a fila de reclamações contra a atuação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Deputado Luizinho Goebel cobra do governador Marcos Rocha o fim da inspeção veicular terceirizada

Agora, parece que o já esfolado proprietário de carros em Rondônia ganha um aliado pelo fim deste abuso. O deputado estadual Luizinho Goebel (PV) encaminhou, na semana passada, indicação ao governador Marcos Rocha (PSL), solicitando que a vistorias dos veículos seja realizada por servidores do próprio Detran, reduzindo os valores e melhorando a qualidade do serviço.

O próprio presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes – o homem do cofre – havia prometido lutar contra os abusos cometidos pelo Detran na cobrança de taxas e serviços, mas, até agora, ficou só no discurso.

A justificativa do deputado Luizinho é de que a solicitação se faz necessária, pois há uma reclamação generalizada do contribuinte rondoniense, com a falta de opção no que diz respeito à prestação do serviço, por conta do baixo número de empresas que fornecem a realização da referida vistoria, trazendo consigo valores exorbitantes, obrigando o contribuinte a se submeter a tabela de valores disponibilizadas pelas próprias empresas.

Vale ressaltar que o Detran chegou a realizar esse serviço de vistoria durante anos. Todavia, após a ascensão de uma poderosa – econômica e politicamente – assumiu o órgão por oito anos, o trabalho de inspeção e vistoria foi terceirizado. antes, o trabalho era realizado pelos próprios servidores do Detran.

Há denúncias – ainda não comprovadas, é claro – de que alguns dessas empresas selecionadas para fazer a inspeção veicular pertencem a mesma família que se apoderou do Detran durante oito anos ou de pessoas ligadas a ela.

“Dessa forma, por ter disponibilidade de postos de atendimento do Detran nos municípios e ainda servidores para atendê-los, seria viável e mais econômico para o Estado que a aplicabilidade dessa atividade venha partir do próprio Departamento Estadual de Trânsito, para um melhor controle e qualidade de serviço para os usuários”, reiterou o deputado Goebel.

Fotos: Assessoria

Com informações do Decom/ALE-RO