PORTO VELHO – Um decreto publicado no Diário Oficial da União na terça-feira (26) prorrogou o uso das Forças Armadas para a proteção do perímetro de segurança da penitenciária federal em Porto Velho até o dia 29 de março.

Exército montando esquema de segurança no Presídio Federal de Porto Velho no dia 13 de fevereiro — Foto: Pedro Bentes/G1

O esquema de segurança do Exército começou a ser montado após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) decretar reforço na ordem pública por causa da transferência de 11 presos de alta periculosidade de São Paulo para Rondônia. Inicialmente, o reforço deveria seguir até esta quarta-feira (27).

Conforme o documento publicado nesta semana, o prazo foi prorrogado até o dia 29 de março para a proteção do perímetro de segurança da penitenciária em um raio de dez quilômetros, considerado a partir do muro externo da unidade prisional.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, no presídio federal de Mossoró a Força Nacional faz o policiamento de guarda e vigilância, no perímetro interno em caráter episódico e planejado, pelo período de 180 dias, a partir de 26 de fevereiro de 2019.

Decreto prorroga o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem, no Estado de Rondônia. — Foto: Diário Oficial da União/ Reprodução