CACOAL – Com objetivo de capacitar os acadêmicos do 1º ano do curso de Biomedicina da Unesc, em Cacoal, foi aplicado um minicurso de capacitação de punção venosa periférica. Na atividade, os acadêmicos puderam conhecer tanto o método convencional, como o por sistema à vácuo, além de receberem orientações corretas de preparo do paciente, biossegurança profissional e também sobre os procedimentos técnicos na punção até o transporte e armazenamento das amostras. “A execução da técnica de punção venosa periférica é a mais frequentemente aplicada em laboratórios de análises clínicas, sendo parte fundamental na determinação de uma variável analítica”, destaca o coordenador do curso de Biomedicina da Unesc, Cássio Antonio Lanfredi dos Santos.

O minicurso foi realizado por meio de conteúdos teóricos e práticos, ministrado pela enfermeira especialista Tainá Gisele Idalgo Cruz. A punção venosa consiste na introdução de uma agulha numa veia para injetar medicamentos ou para extrair sangue. Podem ser utilizadas agulhas rígidas ou flexíveis quando a veia deve permanecer alguns dias acessível para introdução de fármacos.

“Uma boa coleta significa: rapidez, eficiência, qualidade no atendimento e na análise laboratorial, perfazendo o menor sofrimento ao paciente. Contudo, o treinamento com técnicas específicas de punção venosa periférica é fundamental para a formação do profissional que atuará no campo de análises clínicas e efetuação de trabalho em equipes multiprofissionais”, enfatiza o coordenador do curso e docente, Cássio Antonio Lanfredi dos Santos.

 

 

 

Fonte: Assessoria