Após ser procurada pelos candidatos a Conselheiros Tutelares que relataram diversas dúvidas no Processo Eleitoral 2019, a vereadora Cristiane Lopes (PP), que é presidente da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da Câmara Municipal, convidou representantes da Comissão Eleitoral do CMDCA, do Ministério Público Estadual (MP/RO) e da assessoria técnica da SEMASF para participarem de uma reunião com o objetivo de esclarecer os questionamentos.
Entre os pontos elencados pelos candidatos estão: os resultados dos exames psicotécnicos, os locais de votação e os prazos de recursos.
O promotor da infância, Willer Araújo Barbosa, afirmou que está acompanhando todo o processo e já realizou diversas reuniões com a Comissão Eleitoral para fiscalizar todos os trâmites. “Tenho acompanhado de perto todos os passos desta eleição para garantir que tudo seja feito da forma mais transparente possível e os direitos sejam respeitados”.
Durante a reunião, a vereadora orientou os candidatos que se sentirem lesados em alguma das etapas do processo a realizarem a denúncia ao Ministério Público e continuarem suas campanhas. “Não desistam. É preciso buscar todos os recursos. Continuarei fiscalizando e cobrando transparência até que as eleições aconteçam”, destacou.
As eleições estão marcadas para 24 de novembro, na Escola Estadual Flora Calheiros Cotrin, Escola Estadual Rio Branco, Escola Municipal Joaquim Vicente Rondon, Escola Estadual Risoleta Neves, Escola Municipal Cora Coralina, das 9h às 17h. 25 conselheiros tutelares devem ser eleitos, sendo cinco para cada conselho de Porto Velho.
Fonte: Assessoria