A suspensão ou o adiamento dos eventos não é discutida

 

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio informou que não deu início a nenhuma discussão a respeito de suspender ou adiar a realização dos eventos devido ao surto do novo coronavírus.

© Agência Reuters

Nessa quarta-feira (26), Toshiro Muto, diretor-geral do comitê, afirmou à imprensa em Tóquio que a primeira medida será a preparação de um ambiente seguro para a realização dos jogos. A declaração foi dada no mesmo dia em que o governo pediu que grandes aglomerações fossem canceladas ou realizadas em menor escala, incluindo eventos esportivos e culturais, por cerca de duas semanas.

Muto afirmou que o comitê vai decidir se realizará ou não os eventos pré-olímpicos programados, após analisar a sua necessidade para os jogos.

Acrescentou que o comitê já definiu diretrizes para que, quando os eventos forem realizados, os participantes saibam que medidas preventivas devem tomar, como por exemplo, lavar as mãos. Produtos desinfetantes serão oferecidos e qualquer pessoa que apresente sintomas tais como febre ou tosse, e ela será aconselhada a não participar dos eventos.

O revezamento da tocha olímpica está marcado para começar no dia 26 de março. A expectativa é de que o evento atraia grande número de espectadores. Muto afirmou que o comitê vai discutir a realização do evento em menor escala, e que deve também implementar medidas para permitir que a passagem da tocha aconteça, ao mesmo tempo em que se tenta conter a disseminação do vírus.

*Emissora pública de televisão do Japão

 

 

 

Fonte: Agência Brasil