RONDÔNIA – O Governo de Rondônia participou do lançamento da plataforma de Busca Ativa Escolar, onde as escolas de Rondônia podem contar a nova ferramenta para contribuir no desempenho dos alunos e incluir crianças e adolescentes que estão ausentes das atividades escolares. Na terça-feira (20) foi lançada a estratégia de Busca Ativa Escolar com o tema, “Fora da escola não pode!”, parceria da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e órgãos de Rondônia, como Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado. O evento ocorreu ao vivo, no canal da Mediação Tecnológica Rondônia, no Youtube.

O evento ocorreu ao vivo, no canal da Mediação Tecnológica Rondônia, no YoutubeR

Irany Oliveira, diretora geral de Educação, participou da reunião representando o secretário da Seduc, Suamy Vivecananda, conta que essa adesão à plataforma da Unicef vai fortalecer e consolidar o trabalho já realizado pela Secretaria, de Busca Ativa. “Um gabinete organizado pelo Tribunal de Contas tem nos auxiliado, feito sugestões e nós temos dado retorno, caminhado juntos, para fortalecer várias áreas do trabalho educacional. E o afastamento da escola foi uma das preocupações da Secretaria de Educação e desse gabinete. E antes de fazermos esta adesão, percebemos o afastamento dos nossos alunos, na questão do acesso e dos pais buscarem as atividades onde decidimos por promover uma Busca Ativa junto a pais, escolas em diferentes localidades, seja na zona rural, na cidade e periferias e contamos muito com diversos órgãos que foram grandes parceiros. Os resultados já surgiram. Ontem, segunda-feira (19), na Escola Carmela Dutra tivemos quase cem pais querendo retirar as atividades e buscando orientações para o retorno de seus filhos”, afirma Irany Oliveira, explicando que os coordenadores em todo o Estado têm relatado a procura dos pais junto às escolas.

Ítalo Dutra, chefe de Educação do Unicef no Brasil falou da importância do regime de colaboração entre os estados e municípios e agradeceu o esforço que a Busca Ativa realiza ao descobrir as causas da evasão e levar de volta para a escola os que estão fora dela. “Entendo que essa adesão de Rondônia à Busca Ativa é como um impulsionador importante para que todas as crianças e adolescentes do Estado possam aprender. Sabemos que neste contexto de pandemia a evasão escolar aumentou, seja porque algumas famílias e, certamente, as mais vulneráveis não foram atingidas pelas atividades propostas pelas secretarias municipais e estaduais, seja pelas atividades remotas no período em que as escolas ficam fechadas, ou pela insegurança ainda de uma reabertura. No entanto, é importante manter o vínculo entre escola, professor, estudantes e suas famílias”, comenta.

Participaram também do evento online: o Dr. Marcos Giovani Ártico, promotor de Justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial de Defesa da Educação e Infância do Ministério Público de Rondônia; Paulo Curi Neto, conselheiro presidente do Tribunal de Contas do Estado; Vilson Sena de Macedo, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-RO); e o chefe do Núcleo de Planejamento e Avaliação Externa da Seduc, Kary Jean Falcão.

 

 

 

Fonte
Texto: Rebeca Barca
Fotos: Arquivo Seduc e Edcarlos Carvalho
Secom – Governo de Rondônia