BRASÍLIA – A Secretaria de Aviação Civil (SAC), órgão ligado ao Ministério dos Transportes, acertou na quarta-feira (8), em Brasília, os detalhes do termo de cooperação entre o governo do Estado de Rondônia e a União para que o aeroporto de Ariquemes seja estruturado para receber voos regionais.

Os detalhes do acordo foram definidos entre o secretário-executivo de Aviação Civil, Dario Rais Lopes; o diretor-geral do Departamento de Estrada de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos de Rondônia (DER), Ezequiel Neiva; o deputado federal Lúcio Mosquini e o prefeito de Ariquemes, Thiago Flores.

Pela proposta, serão repassados pelo governo federal cerca de R$ 30 milhões para execução da obra, que ficará sob a responsabilidade do governo estadual.
Após a reunião, o deputado Mosquini disse acreditar que a liberação dos recursos para o estado aconteça no mês de agosto. “Ezequiel Neiva já assumiu o compromisso, e deve fazer os ajustes que faltam”, afirmou.

De acordo com o parlamentar federal, Rondônia vai executar a obra por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

Ezequiel Neiva garantiu que o corpo técnico do DER já está trabalhando no sentido de aumentar o comprimento da pista para 1.500 metros de extensão e a largura aproximada em 30 metros.

“O objetivo é possibilitar ao aeroporto de Ariquemes receber aeronaves semelhantes às que utilizam os aeroportos de Ji-Paraná e Cacoal”.

Thiago Flores enfatizou que o município precisa de um aeroporto que ofereça dignidade para o usuário, e que o conjunto de esforços da bancada federal e do governo de Rondônia o deixa animado.

“Voltando agora a Rondônia será a nossa prioridade fazer a nossa parte para que depois possamos proporcionar à cidade de Ariquemes e às cidades circunvizinhas este novo aeroporto”, afirmou.

Participaram também da audiência: o coordenador de Infraestrutura Aeroportuária do DER, engenheiro Humberto Fayal; o deputado estadual Geraldo da Rondônia; a superintendente de Integração do Estado de Rondônia em Brasília, Elizete Lionel; o assessor de Assuntos Internacionais da SAC, João Batista Lanari; e o coordenador do Departamento de Gestão do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa), Cristiano Gontijo Silva.