O deputado Adelino Follador (DEM) defendeu nesta quarta-feira (15) que o Governo Federal contrate simultaneamente junto com os militares da reserva, servidores aposentados do próprio Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) para atuarem de volta no órgão para atender ao caos que se transformou a prestação de serviços nas agências do Instituto em todo o Brasil.

Neste sentido, o parlamentar pediu ao senador Marcos Rogério (DEM) que interceda no âmbito do Congresso Nacional e junto à própria Presidência da República, para que viabilize a retomada do atendimento normal nas agências do INSS com a contratação dos militares e principalmente dos servidores aposentados, que desejam voltar a trabalhar e tem conhecimento das normas, dos processos e procedimentos relativos ao atendimento do segurado, não exigindo dispêndio de recursos financeiros e tempo para treinamento.

Na verdade, já se discute em Brasília esta possibilidade de chamar de volta os aposentados para reforçar o trabalho de atendimento nas agências do INSS, em especial os recém-aposentados – eles anteciparam aposentadoria devido a entrada em vigor das novas regras -, que desejam manter-se na ativa.

De acordo com Adelino Follador, a situação nas unidades do órgão em todo o País é considerada péssima, e desastrosa na região Grande Ariquemes, onde segundo informou, há apenas um ou dois servidores para atender a demanda dos nove municípios que integram a região do Vale do Jamari – Ariquemes, Buritis, Cacaulândia, Monte Negro, Campo Novo de Rondônia, Cujubim, Rio Crespo, Alto Paraíso e Machadinho do Oeste. “Isto é um absurdo, e não há como se conformar com uma situação dessas”, disse.

O deputado disse que o senador Marcos Rogério foi bastante receptivo à sua sugestão e prometeu levá-la à discussão para construção de um entendimento que contemple a proposta, eis que se trata de uma mão de obra preparada que se revelará de grande ajuda ao Governo Federal, sem abrir mão também da contratação dos militares da reserva que, certamente darão grande impulso nas atividades de atendimento ao segurado, consequentemente na melhoria da prestação de serviços do INSS.

Adelino Follador defendeu urgência na contratação dos militares, mas disse que é muito importante também para o Governo e para o País a ideia de contratação dos aposentados do órgão que desejam voltar à ativa, visto que é uma medida importante para destravar a tramitação de milhares de processo engavetados nas unidades do INSS em todo o Brasil, e de respeito ao cidadão que trabalhou a vida inteira pela grandeza do País e que não pode ser abandonado neste momento pelo Poder Público.

 

 

 

 

Fonte: Decom ALE/RO
Foto: Marcos Figueira