Durante a sessão ordinária desta quarta-feira (20) na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Adailton Fúria (PSD) denunciou a situação de abandono da delegacia de Polícia Civil em Cacoal. Ele também voltou a criticar o aumento nas contas de energia elétrica.

Foto: Marcos Figueira

“Servidores da delegacia precisam comprar papel e outros produtos para trabalhar. Precisam subir no prédio e retirar as goteiras. É uma vergonha. O prédio atual já passou da hora de ser desativado. Não resiste mais um ano a sua estrutura. É uma situação vexatória e corroboro com o discurso do deputado Cirone Deiró (PP)”, denunciou.

Ele anunciou que nesta quinta-feira (21), em seu gabinete, receberá o secretário de estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel Pachá, para tratar desse problema, da patrulha rural; para reduzir a criminalidade no campo, entre outros assuntos.

Energia

Fúria voltou a manifestar a sua indignação com o aumento na tarifa de energia. “A empresa anuncia investimento e diz que isso justificaria o reajuste na energia. Ou seja, é o povo trabalhador e sofrido de Rondônia que vai pagar a conta. Assim fica fácil: investir com o dinheiro alheio”, desabafou.

Ele disse ainda que as usinas do Madeira não cumpriram com a sua parte nos estragos causados com as inundações. “Até agora não pagaram as indenizações dos ribeirinhos do rio Madeira. Pagaram parte aos municípios, mas em Cacoal, por exemplo, não sei quanto e nem onde foi investido”.