SÃO PAULO – Demitido da Globo desde 2017, quando foi acusado de racismo, William Waack está empolgado com a casa nova: é o mais novo contratado da CNN Brasil. Em entrevista ao canal de Luiz Felipe Pondé no YouTube, o jornalista, embora empolgado, decidiu relembrar os anos em que trabalhou na emissora carioca. Em desabafo, revelou seus pensamentos acerca do canal.

Para Waack, a TV Globo perdeu controle sobre a sociedade e teria enveredado para um único lado político. “Desde 2013 a Globo não foi capaz de entender que, enquanto buscava aplausos de grupos de esquerda, que são pagos com dinheiro público desviado para destruí-la, uma parcela crescente da população brasileira passava a ver o canal como mais uma ferramenta de perpetuação da miséria e da ignorância intelectuais e políticas no Brasil, porque é assim que ela ganha dinheiro”, disse.

O comunicador também concordou com fala dita pelo presidente Jair Bolsonaro, de que a mídia brasileira é “petista”, no sentido geral da palavra. Por este caminho, Waack opinou: “A Globo se colocou, por decisões editoriais equivocadas e atitudes de alguns dos seus executivos, numa situação que hoje, na verdade, temos que olhar que os papeis dos grandes grupos de comunicação foram destruídos, perdeu a credibilidade”.

“Como é que um grupo privado [a emissora], lucrativo, bem organizado e que vive da imagem, consegue se colocar numa imagem tão negativa?”, refletiu ainda o jornalista. A respeito de sua nova função, agora na CNN, Waack afirmou estar focado em querer dar seu melhor no trabalho.

Saullo Brenner – saullo.brenner@metropoles.com