ARIQUEMES – Durante a audiência com o senador Confúcio Moura, na terça-feira (22), em Brasília, o vereador de Ariquemes, Zul Pinheiro, apresentou o projeto Urucum, reivindicou exemplares da Constituição Federal direcionada para o público adolescente e pediu ainda o apoio do senador para interceder junto ao Ministério da Saúde para que a população não sofra com a falta de abastecimento de soro antiofídico.

O vereador falou que em parceria com senador Confúcio Moura, pretende fomentar a educação artística na Escola Municipal de Ensino Fundamental Ireno Berticelli,no bairro Coqueiral. De acordo com Zul , a arte e a cultura estão contidas no projeto Urucu, e a ideia é ampliar o Burareiro – programa implantado por Confúcio Moura quando foi prefeito de Ariquemes.

Para Zul Pinheiro por meio da arte é possível atuar em todas as disciplinas, e assim, além de  melhorar os índices educacionais, também vai aprimorar a criança na sua plenitude, na forma cognitiva e prepará-la para o futuro.

“É claro, se essa criança aprender a interpretar, aprender um tocar instrumento, aprender a manejar um audiovisual, ou se ela aprender a lidar com a poesia e literatura seria ótimo. O principal é fazer com que a criança esteja preparada para a sociedade”, explicou o vereador.

Outra demanda apresentada ao senador, é a falta de soro antiofídico. Pinheiro solicitou que o senador interceda junto ao Ministério da Saúde (MS), para que o município não seja desfavorecido na distribuição do soro antiofídico. Segundo ele,  todo Vale do Jamari e região Amazônica se sabe que carece de cuidados nessa área, não apenas por causa da quantidade de animais peçonhentos, mas também devido a distâncias.

O vereador explicou que há uma demanda grande de soro antiofídico no Estado, e além disso os institutos diminuíram a produção. “Imagina as dificuldades que temos se uma pessoa for picada por uma cobra na área rural. Até se chegar em Ariquemes ele estará bem debilitado. E ao chegar no município, não tiver o soro antiofídico, a gente tem que pegar mais 200 km de estrada para chegar a Porto Velho. Ele não vai aguentar”, asseverou.

Zul Pinheiro levou ainda ao senador a solicitação de exemplares da Constituição em Miúdos para atender as escolas do município de Ariquemes. Material que  é produzido na Gráfica do Senado, e, segundo o vereador, é importantíssimo porque permite com que as crianças e adolescentes possam ter acesso a Constituição Brasileira dentro de um formato de fácil leitura.

“É uma constituição que foi escrita, pensada para o público adolescente. Nós fizemos através do meu gabinete, um projeto de lei, e a Constituição em Miúdos agora é lei, e faz parte do calendário oficial do município. Então nós solicitamos ao senador”, destacou.