PORTO VELHO – Anunciadas com pompas e circunstância lá no longínquo ano de 2009 como parte do pacote de bondade do Governo Federal para compensar Porto Velho dos impactos da construção das hidrelétricas do Madeira, as obras de travessia urbana na capital finalmente estão chegando ao fim, dez anos depois de iniciadas.

Veja o vídeo:

A passagem de nível da Rua Prudente de Morais – um dos principais pontos das obras – deverá ser concluída e entregue nos próximos dias. A reportagem do Expressaorondonia esteve no local e constatou que faltam apenas os acabamentos para que o que alguns chamam de ‘viaduto da Prudente de Morais’ comece a ser utilizado pelos moradores da zona Sul de Porto Velho.

A liberação ao tráfego desta nova opção de saída para quem mora na zona sul da capital poderá ajudar a acabar com os enormes congestionamentos nos horários de picos. Para quem mora na parte Sul de Porto Velho, só existem duas opções de saída para outras regiões da cidade: pela Jatuarana com a BR-364 ou a Campos Sales – uma via estreita, de mão dupla e que gera grandes congestionamentos nos horários de picos.

Até o momento, não há nenhuma ação da Prefeitura de Porto Velho para melhorar a infraestrutura da via conhecida como Estrada da Coca Cola, que servirá de acesso de milhares de moradores da zona Sul à BR-364 e depois à Rua Prudente de Morais pela passagem de nível na rodovia.

O secretário municipal de Transporte e Trânsito, Nilton Kisner, assegura, no entanto, que a pasta está com projetos prontos para implementar melhorias dos acessos de chegada e saída a zona Sul de Porto Velho. Ele garante que está trabalhando em conjunto com a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana para, em breve, concluir obras suplementares como revitalização do asfalto em algumas vias de acesso a zona Sul.

Segundo Kisner, entre as vias que receberam revitalização do asfalto e da sinalização estão a Estrada da Coca Cola e outras rua que leva da Campos Sales até ela. A outra opção de saída da zona Sul vista pela Secretaria Municipal de Trânsito é a que passa pelo bairro Areal da Floresta e leva ao viaduto da rua Três e Meio e também desagua na passagem de nível sobre a BR-364 logo abaixo do Trevo do Roque, desaguando na Rua Rio de Janeiro, no bairro Mato Grosso.

Outra mudança no trânsito para os moradores da zona Sul que está sendo estudada pela Semtran é a inversão no tráfego da Prudente de Morais. Atualmente, ela é mão única da Sete de Setembro até a Rua Alexandre Guimarães, no Areal. Neste ponto, ela é interrompida e o sentido passa a ser inverso sendo mão único para quem vem do bairro para o centro.

A intenção, segundo Nilton Kisner, é transformá-la em mão única no sentido bairro-centro desde a passagem de nível sobre a BR-364 na região do 5º BEC até a Sete de Setembro.

Responsável pelas obras da travessia urbana de Porto Velho, o Dnit assegura que a passagem de nível da Prudente de Morais será entregue a população no mês de junho.

Falta pouco!