PORTO VELHO – O trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Porto Velho na questão ambiental, com ações envolvendo a sociedade e medidas sustentáveis, resultou na indicação na capital rondoniense para receber certificação do Ministério do Meio Ambiente (MMA), promovida em conjunto com a Associação Nacional dos Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), que a torna referência na gestão ambiental municipal.

Aéreo Porto Velho
2011.
Porto Velho – Rondônia – Brasil

A premiação está prevista para junho de 2019, no Fórum Brasil de Gestão Ambiental, que será realizado em Campinas (SP). O anúncio dos municípios indicados foi feito na quarta-feira (28), durante 131ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), em Brasília.

Segundo o MMA, entre os critérios de escolha, os municípios tiveram que comprovar a existência do órgão municipal de Meio Ambiente e do Conselho Municipal de Meio Ambiente; percentual de Cadastro Ambiental Rural (CAR); ações de educação ambiental; adoção de compras públicas sustentáveis, de planos municipais de saneamento, de resíduos sólidos e de biodiversidade; além de iniciativas voltadas para implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Para o secretário Robson Damasceno, o prêmio é um reconhecimento a todo o investimento realizado pela atual gestão, pois o desenvolvimento sustentável é uma das premissas do plano de governo do prefeito Hildon Chaves e faz parte, de forma transversal, dos 12 compromissos do prefeito para Porto Velho. “A meta do planejamento estratégico 2017 a 2020 era tornar a secretaria referência regional e esse prêmio nos deixa felizes, pois alcançamos um reconhecimento nacional. Dedico essa premiação a atuação de todos os servidores da Sema”, disse Robson.