FRASE DO DIA:

“Para todo problema complexo existe sempre uma solução simples, clara e completamente errada” –- H.L. Mencken, sempre atual  

1-Apagando o incêndio

“Para todo problema complexo existe sempre uma solução simples, clara e completamente errada”, mas a ideia de trocar o local da convenção do MDB saindo do espaço da Talismã para a sede bem menor é certa, apesar de ser simples porque reduz os efeitos colaterais que poderiam ocorrer pelo clima hostilidades que vive o partido, principalmente pela presença de agentes infiltrados entre a militância o que é muito provável. Menos pessoas num espaço menor permite um controle maior. A convenção pela nota veiculada hoje, está marcada para o dia 28, sábado. E até lá haja conversa!

2-Agilidade da PM

Não está sendo fácil a vida para os sem-terra em Rondônia, onde o agronegócio prospera e resulta em valorização considerável da terra. Ontem a PM retirou cerca de 60 pessoas e fez a reintegração da posse numa fazenda invadida na Linha 605, Km 2, em Theobroma. A região é de difícil acesso e o grupo que saiu de diversas cidades – Machadinho do Oeste, Ji-Paraná, Distrito de Santa Rosa, Ouro Preto do Oeste, Vale do Paraíso, Distrito de 5º BEC, Vale do Anari e Porto Velho – acabou por ser surpreendido pela ação rápida da PM. Mas é ano eleitora e ainda teremos mais do mesmo.

3-Hora da onça beber água

A partir de hoje os partidos fazem as convenções e formalizam os candidatos a presidência. É hora de saber quem avança, quem vai colar o velcro e por “30 moedas” dar o tempo de TV desistindo do sonho. Ciro Gomes abre a porta e gera expectativa pois o “centrão” é o premio que ambos querem. E a surpresa pode vir do Bolsonaro. Menos pelo nome e mais pelas coligações e vice. Os prazos já estão valendo ainda que o PT resista. Nas hostes petistas, “a luta continua companheiro”.

4-Suspeições

O corregedor nacional de Justiça, ministro João Octávio Noronha do Conselho Nacional de Justiça CNJ, intimou o juiz Sérgio Moro e os desembargadores do TRF-4 Rogério Favreto e João Paulo Gebran Neto a prestarem informações sobre a guerra de decisões envolvendo a libertação do ex-presidente Lula. Os três poderão responder os questionamentos de Noronha por escrito até o dia 15 de agosto. O procedimento vai apurar se algum dos magistrados deu decisão irregular ou fora
das atribuições, que pode levar à abertura de processo disciplinar se aprovado pelo pleno do CNJ.
5-Breaking News
Fechava a coluna quando saiu a notícia no site Diário do Poder: “Centrão desiste de Ciro e decide
anunciar apoio a Geraldo Alckmin no dia 26. DEM, PP, PR, SD e PRB darão ao tucano 40% do
tempo de TV”. Alckmin irá, se eleito, a avaliar uma saída para os sindicatos, que ficaram pobres
com o fim do imposto sindical, prometeu apoiar a candidatura de Eduardo Paes – DEM ao governo
do Rio de Janeiro e acatar o nome do dono da Coteminas, Josué Alencar do PR mineiro para vice
e apoio para a reeleição de Rodrigo Maia à presidência da Câmara. É o toma-lá-dá-cá de sempre.