PORTO VELHO – A comunidade da Escola Municipal Riacho Azul, na margem esquerda do rio Madeira, realizou uma caminhada ecológica no final da semana passada. Alunos, professores, funcionários da escola, pais e representantes da Associação de Produtores Rurais apelam para que moradores, visitantes e pescadores que frequentam o local evitem jogar lixo na estrada e no igarapé que abastece de água os reassentamentos Riacho Azul e São Domingos.

A atividade Caminhada Ecológica Igarapé limpo, Comunidade saudável fez parte da campanha da semana do Meio Ambiente, em que os professores discutiram em sala assuntos relacionados à importância da água, as matas ciliares e que teve como complemento uma oficina de artes, em que as crianças desenharam e pintaram cartazes com o que compreenderam. Alguns desenhos foram reproduzidos em placas e expostos no reassentamento.

Os reassentamentos Riacho Azul e São Domingos foram construídos pela Santo Antônio Energia, concessionária da Hidrelétrica Santo Antônio para receber famílias remanejadas do entorno do empreendimento na época da construção da barragem.

Os reassentamentos têm características rurais e recebem permanentemente ações dos Programas de Educação Ambiental e Comunicação Social, através da organização não-governamental CPPT Cuniã com o projeto Ecos do Madeira.

A caminhada ecológica contou com apoio da Escola Riacho Azul, da Associação de Produtores Rurais do Reassentamento Riacho Azul (Asprazul) e da Associação de Agricultores do Reassentamento São Domingos.