PORTO VELHO – “A vida e a integridade física são bens supremos da humanidade, cuja eficiente proteção se faz dever precípuo do Estado, na sua ação de preservar as condições básicas de perpetuação da espécie e de manter a ordem e a tranquilidade indispensável à sobrevivência das comunidades”.

Advogado Cândido Ocampo é pioneiro no debate sobre a melhoria da relação médico-paciente

E a classe médica, com seu vasto conhecimento científico, ganha relevância cada vez maior nesta nova aldeia global, onde tudo está interligado e o conhecimento já não é mais um bem intangível.

Com esse foco, o VIII Encontro de Direito Médico de Rondônia, uma realização do escritório Cândido Ocampo Advogados Associados, trará a Porto Velho a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça, e o presidente da Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética (Anadem), jurista Raul Canal. Como palestrantes, eles farão companhia ao desembargador Raduan Miguel Filho, do Tribunal de Justiça de Rondônia, e ao presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremero), Spencer Vaiciunas – os dois palestrantes locais.

Nas palestras programadas para o evento, serão abordados temas como negligência informacional, acesso ao Judiciário, segurança procedimental, dentre outros. Ocorrerão ainda debates importantes sobre a má formação profissional – que não é exclusiva da medicina, mas fruto de uma deterioração estrutural do ensino superior no país – e a perda da intangibilidade do médico, antes considerado um profissional intocável, incapaz de errar.

Ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça

Focado na classe médica, nos advogados e nos estudantes de Medicina e Direito, o Encontro de Direito Médico já se tornou uma referência sobre o tema em Rondônia, sempre organizado pelo escritório Cândido Ocampo Advogados Associados.

“Com o aumento da oferta do ensino em Rondônia, o encontro de Direito Médico ajuda a esclarecer, de forma contextualizada, os profissionais da medicina e do direito – e os estudantes – a posição que a atividade médica se insere no ordenamento jurídico pátrio, com abordagens de temas importantes sobre responsabilidades criminal, civil, administrativa e ética, relacionadas à profissão”, afirma o advogado Cândido Ocampo, coordenador-geral do evento.

O VIII Encontro de Direito Médico de Rondônia está programado para o dia 16 de agosto (sexta-feira), no auditório do Tribunal de Justiça, e conta com o patrocínio do Hospital Central de Porto Velho, Instituto São Pelegrino, Hospcor e Unimed-RO; e o apoio do Tribunal de Justiça de Rondônia, da Associação Nacional de Direito Médico e Bioética (Anadem), do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) e da Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional Rondônia.

Mais informações e inscrição: www.direitomedicorondonia.com