CHUPINGUAIA – O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) instaurou inquérito civil público para apurar a falta de medicamentos, materiais e equipamentos hospitalares em Chupinguaia (RO), na região do Cone Sul. O órgão também investiga a falta de médicos de várias especialidades, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. A Secretaria Municipal de Saúde informou que ainda não foi comunicada acerca do inquérito. 

De acordo com o MP-RO, o inquérito tem como investigados a prefeita de Chupinguaia, Sheila Flávia Anselmo Mosso, e o secretário municipal de Saúde, Fabio Novais Santos. O órgão ministerial determina que ambos adotem medidas para solucionar os problemas encontrados na Unidade Mista de Saúde José Ivaldo de Souza.

Além disso, o MP-RO determina a aquisição de aparelho de raios-X, para atendimento no hospital. De acordo com o MP-RO, as medidas adotadas deverão ser informadas à promotoria no prazo de 20 dias.

O secretário de saúde do município, Fabio Novais Santos, afirmou que ainda não foi comunicado sobre a abertura do inquérito e negou que existam deficiências no atendimento da saúde no município.

“Não estamos em falta de medicamentos, pelo contrário, no Cone Sul, somos os que mais têm medicamentos no estoque. Estamos atendendo a demanda do município. Sobre o raio-X, o aparelho já está em fase de licitação”, garantiu o secretário.