Marcos Pereira afirma que PPS fara a diferença nas eleições

22

O advogado Marcos Pereira é pré-candidato ao governo de Rondônia pelo Partido Popular Socialista nas próximas eleições que acontecerão no mês de outubro. Ele decidiu entrar na vida política, acreditando ser esse um momento ideal para a população rondoniense. “Estamos diante de uma oportunidade única na política partidária em nosso estado. Está em nossas mãos, na vontade e determinação de cada um de nós, a chance de provocar situações históricas e significativas para todos os rondonienses”, afirmou.

Para ele, existe a chance de a população mudar a história política do país e de Rondônia. Ele observa que é um privilegio construir uma agremiação partidária que esteja de acordo com aquilo que o povo espera hoje, especialmente, pela falta de confiança da população em relação aos poderes e instituições.

“Não existe mais confiança dos brasileiros nos poderes Judiciário, Executivo e, muito menos, no Legislativo. Nunca se registrou tantas ações criminosas contra o povo, saque ao patrimônio público e flagrantes de corrupção como nos últimos anos”, ressaltou.

Para Marcos Pereira a desconfiança e a falta de reação da população chegaram a tal ponto que as vozes das ruas perderam força e não surtem mais efeitos. O pré-candidato avalia que o diagnóstico dessa situação é de que o povo está sendo derrotado em todas as batalhas.

“Nos parlamentos estaduais e no Congresso Nacional  os eleitos para representar e defender os interesses coletivos  envergonham a Nação, humilham a sociedade com toda sorte de negociatas para vantagens pessoais. Os movimentos populares, as manifestações nas ruas e redes sociais são muros de contenção aos desmandos escancarados, mas não conseguem deter o que se faz nas sombras“, pontua Marcos.

A receita para mudar esse quadro tenebroso, segundo o pré-candidato, está nos cidadãos honestos e preocupados com o futuro e que tenham disposição para se doar, lutar pelo bem estar coletivo, pelo resgate do orgulho nacional e coragem para enfrentar políticos de má índole em seu ambiente.

Marcos defende uma nova geração de políticos comece a ser formada, reformulando conceitos antiquados, individualistas e desonestos. No entanto, para se apresentar como candidato é preciso a legalidade jurídica que se viabiliza através de partidos. Ele alerta, porém, que a maioria dos partidos, mais parece clubes mafiosos do que instituições de representação popular.

O pré-candidato afirma que o PPS está se firmando em Rondônia e preparando quadros para participar das próximas eleições. “Não seremos apenas mais uma sigla. Seremos a trincheira dos que pretendem praticar a política honesta e de resultados. Buscaremos na força do povo a energia para agirmos. Acreditamos que é em nome do povo e para o povo que todo poder deve ser exercido”, finalizou.

Fonte: Assessoria