PORTO VELHO – A Operação Lei Seca, realizada neste final de semana pelo Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran), autuou 87 pessoas, prendeu 46 condutores e abordou quase 700 veículos em quatro cidades. Segundo o Detran, as fiscalizações para combater embriaguez na direção foram realizadas em: Porto Velho, Guajará-Mirim, Ariquemes e Rolim de Moura.

Também de acordo com o Detran, no sábado (14) e no domingo (15), um total de 687 veículos foram abordados em blitzes nas quatro cidades. Do montante, 87 pessoas foram autuadas por embriaguez na direção, sendo 46 presas; 80 veículos apreendidos e levados ao pátio das Ciretrans; e 315 autos de infração por outras infrações de trânsito foram lavrados.

Das 46 prisões por embriaguez na direção no estado, 14 delas foram só na capital do estado. Ainda Conforme o Departamento de Trânsito, em Porto Velho, cerca de 110 veículos foram abordados pelos agentes durante os dois dias.

Penalidades

Ao ser presa, a pessoa dirigindo embriagada só será liberada após pagamento de fiança de pelo menos um salário mínimo. A multa administrativa para quem for flagrado é uma infração gravíssima, no valor de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses, retenção do veículo até a apresentação de outro condutor habilitado. Em caso de reincidência em menos de 12 meses, o valor da multa dobra.

Com a alteração da lei nº 9.503, de 1997, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), há previsão de uma pena maior de prisão para os motoristas que causam acidentes graves ou fatais.