PORTO VELHO – O exagerado consumo de álcool e outras drogas facilmente encontradas em cada quarteirão da cidade têm feito de Porto Velho uma cidade conflagrada, com pessoas se afogando em seus próprios conflitos, se matando ou deixando um rastro de destruição. Na madrugada deste sábado, a polícia prendeu uma jovem mãe acusada de ter matado a própria filha, depois de passar o dia bebendo.

Ela está recolhida a Central de Polícia aguardando os trâmites iniciais do processo a que irá responder acusada de ter matado a própria filha.

A jovem Tainá Camelo do Nascimento, 19 anos, segundo relatos dos vizinhos, passou o dia consumindo bebida alcóolica e foi presa na madrugada nesta madrugada, suspeita de matar asfixiada a própria filha de três meses  em uma residência localizada na rua São José, bairro Mariana, região leste.

Acionados por uma equipe do Samu que já estava no local, policiais do 5° Batalhão da Polícia Militar foram informados de que já se havia constatado o óbito de uma criança de três meses e que existiam vestígios de que a criança tinha sido asfixiada até a morte.

Foram os vizinhos também quem acionaram o Samu e que contaram à polícia que Tainá passou o dia bebendo.

Para a polícia, Tainá alegou que dormiu sobre a menina se assustou quando acordou e pediu ajuda dos vizinhos.

O corpo da criança foi encaminhado para o IML e Tainá recebeu voz de prisão e foi entregue na Central de Polícia.